X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Tendência é de queda na venda de passagem aérea

Movimento que não é novo, mas que tende a ganhar ainda mais força é o de pessoas que optam por viajar de ônibus em vez de avião.

Matheus Souza e Verônica Aguiar, Do Jornal A Tribuna | 18/07/2022 17:03 h

Aumento no preço de passagens aéreas contribui para uma  maior procura por  viagens de ônibus
Aumento no preço de passagens aéreas contribui para uma maior procura por viagens de ônibus |  Foto: Divulgação
 

Um movimento que não é novo, mas que tende a ganhar ainda mais força é o de pessoas que optam por viajar de ônibus em vez de avião. Segundo especialistas, existe uma expectativa nacional de aumento na demanda por viagens rodoviárias.

Segundo o presidente do Conselho Estadual de Turismo do Espírito Santo, Fernando Otávio Campos, a demanda ainda está iniciando e  ele aposta em um crescimento de 10% a 15% no segmento. 

Ele acredita que o aumento no valor das passagens aéreas deve beneficiar o turismo rodoviário e  afirma que o setor também conta  com um desconto maior no preço da gasolina em relação ao diesel 

“Estão sendo beneficiados pelo aumento no custo das passagens aéreas e pela redução da curva de casos da covid-19. O setor rodoviário está concorrendo com o transporte individual, mas que ainda é caro por causa da gasolina”.

A vice-presidente administrativa da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), Ana Carolina Madeireiros, explica que o aumento na demanda por viagens de ônibus foi influenciada pelo aquecimento do turismo nacional.

“Percebemos um aumento das viagens terrestres porque mais pessoas estão procurando conhecer o Brasil. Acredito que pode haver um aumento na procura de 5% a 10% porque o avião está muito caro. Mesmo  o ônibus tendo aumento ainda é uma diferença gritante para o avião”, afirma.

Uma pesquisa recente, feita com 2.060 passageiros, da consultoria Quaest,  mostrou que em tempos de preços recordes da gasolina e do custo da passagem aérea nas alturas, 71% da população escolheu o ônibus na hora de pegar a estrada, seguido por viagens de automóvel, com 41% das respostas.

Apesar disso, especialistas da área consideram que existe uma estrada de melhorias que ainda precisam ser feitas.

Para o presidente do Contures, o maior potencial de investimentos é em infraestrutura. “Precisam melhorar a receptividade do modal rodoviário, com melhor estrutura nas rodoviárias. Vitória mesmo precisa melhorar a estrutura da sua”, conta.

Em nota, a Ceturb-ES informou que  assumiu a gestão da Rodoviária de Vitória, em 2021, e que realizou obras de melhorias e que tem outras planejadas para  este ano.


Dicas para viajar

Ter os remédios à mão é fundamental

Planeje com antecedência

- Na hora de começar a planejar uma viagem, o ideal é levar em consideração a extensão do roteiro e o custo do programa, recomenda a guia de turismo com 20 anos de experiência Jardelina Kunsch.

- “O ideal é chegar na hora da viagem com tudo pago. Por isso, é importante fazer uma reserva financeira para levar. Nem tudo costuma ser incluso no pacote”.

- O planejamento deve começar com pelo menos seis meses de antecedência.

Organizando a mala

- Segundo a guia de turismo, é importante não esquecer de levar na bagagem os remédios de uso diário e os emergenciais.

 - “dependendo do país para o qual se vai  viajar, não é tão fácil comprar remédio devido à legislação do lugar. É importante levar a quantidade certa dos medicamentos.”

- Comece a separar os itens da viagem com uma semana de antecedência.

- Havendo  disponibilidade de espaço em casa, separe um local para ir colocando o que será levado. Faltando dois dias para viajar é só organizar tudo na mala.

Bagagem de mão

- “Separe o que vai na bagagem de mão e o que vai na mala do bagageiro. Motorista nenhum gosta de ficar abrindo bagageiro. O ideal é ter o essencial na mala de mão até chegar ao destino final”, recomenda Jardelina Kunsch.

Itens indispensáveis

- Casaco e agasalhos para frio.

- Cobertor, no caso de viagens de ônibus.

- Remédios de uso diário e emergenciais.

- Produtos de higiene pessoal, toalha pequena e lenços umedecidos.

- Água e aperitivos para a viagem

 Fonte: Jardelina Kunsch, guia de turismo.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS