X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Receita deve liberar consulta do 3º lote do Imposto de Renda nesta sexta

Saiba como fazer a consulta ao lote de restituição do Imposto de Renda

Cristiane Gercina, da Agência Folhapress | 20/07/2022 09:05 h

Imposto de Renda: consulta ao terceiro lote nesta sexta
Imposto de Renda: consulta ao terceiro lote nesta sexta |  Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
 

A Receita Federal deverá abrir, nesta sexta-feira (22), a consulta aos depósitos do terceiro lote de restituição do Imposto de Renda 2022. O lote é pago com correção pela taxa básica de juros da economia, a Selic.

A taxa Selic está em 13,25% ao ano, após a última alta feita pelo Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, em 15 de junho. O fisco deverá divulgar, em breve, o índice de correção aplicado neste lote de restituição, a quantidade de contribuintes contemplados e até quando a declaração precisa ter sido enviada para conseguir entrar nesse pagamento, no caso de contribuintes não prioritários.

A consulta costuma ser liberada a partir das 10h, no site da Receita ou pelo Portal e-CAC. O depósito dos valores será feito na próxima sexta-feira (29), na conta informada pelo trabalhador ao declarar o Imposto de Renda.

Terão direito à restituição os contribuintes que enviaram a declaração ao fisco e não caíram na malha fina. Cidadãos com prioridade legal que saíram da malha também recebem.

SAIBA FAZER A CONSULTA

  • A consulta ao lote de restituição é feita pela internet, no site da Receita Federal ou no Portal e-CAC, que é o Centro de Atendimento Virtual do fisco. Para consultar por meio do e-CAC, é preciso ter senha gov.br.
  • Acesse o Portal e-CAC e vá em "Entrar com gov.br"
  • Na página seguinte, informe o CPF e vá em "Continuar"
  • Depois, digite a senha e vá em "Entrar"
  • Em "Serviços em destaque", vá em "Meu Imposto de Renda (Extrato da Dirpf)"

Segundo a Receita, mensalmente, o órgão recebe da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) recursos para pagar as restituições e cria lotes bancários. O segundo lote liberou R$ 6,3 bilhões para 4,3 milhões de contribuintes.

No primeiro lote, foram contemplados 3,4 milhões de contribuintes prioritários, totalizando R$ 6,3 bilhões pagos. A ordem de prioridade da declaração incluiu idosos a partir dos 60 anos, com preferência para os maiores de 80 anos, contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

A partir do segundo lote, os demais contribuintes passaram a receber, desde que não tenham caído na malha fina. No caso das prioridades, quando há empate, quem entregou primeiro recebe antes.

COMO É FEITO O PAGAMENTO DA RESTITUIÇÃO

O dinheiro cai na conta conforme o calendário de restituição da Receita. Em geral, a consulta aos valores é aberta uma semana antes da data do depósito. O valor é pago na conta-corrente ou poupança em nome do contribuinte informada na declaração. Neste ano, também é possível receber por Pix, desde que a chave seja o número do CPF do declarante.

VEJA O CALENDÁRIO DE PAGAMENTO DA RESTITUIÇÃO DO IR 2022

1º lote - já pago

2º lote - já pago

3º lote - 29 de julho

4º lote - 31 de agosto

5º lote - 30 de setembro

COMO SAIR DA MALHA FINA

Ao todo, das mais de 34 milhões de declarações recebidas pela Receita Federal neste ano, 2,015 milhões de contribuintes caíram na malha fina. Segundo o fisco, das declarações retidas em malha, 40% vão para análise pois possuem pendências de omissão de rendimentos -são casos de erro no salário ou de ausência de informação sobre a renda recebida por algum dependente.

Em segundo lugar, vêm os valores de despesas médicas, que estão muito acima do padrão ou não confirmadas pelo emissor, o que atinge 21% das declarações. Por último, há as declarações em que o IR na fonte declarado pelo contribuinte não confere com o que foi informado pela fonte pagadora, somando 18% do total.

Para sair da malha fina, é preciso enviar uma declaração retificadora. Quem corrige informações e envia novamente o documento vai para o final da fila de restituições.

COMO FAZER A DECLARAÇÃO RETIFICADORA DO Imposto de renda PELO COMPUTADOR

  • Abra o programa do Imposto de Renda
  • Há duas opções para retificar: no "R", à esquerda, ou clicando duas vezes sobre a declaração que foi enviada
  • Em "Identificação do contribuinte", à esquerda, informe tratar de uma declaração retificadora e insira o número do recibo do IR original
  • Corrija as informações que forem necessárias nas fichas onde cometeu erros
  • Clique em "Verificar pendências" no menu à esquerda, ou acima, em um símbolo de checagem verde
  • Pendências vermelhas impedem o envio da declaração; as amarelas, não; corrija o que for necessário e vá em "Entregar declaração", à esquerda ou acima (globo terrestre com seta laranja)
  • Informe os dados solicitados e transmita a declaração; grave e/ou imprima o documento ou o recibo

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS