X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Economia

Projeto de nova ferrovia no Sul do ES é entregue ao Governo do Estado

Com 92.8 km de extensão, ferrovia será interligada à malha ferroviária federal. Veja detalhes


Imagem ilustrativa da imagem Projeto de nova ferrovia no Sul do ES é entregue ao Governo do Estado
Trens em ferrovia: construção será o primeiro trecho da ferrovia federal EF-118 com traçado no Estado |  Foto: Divulgação

O Governo do Espírito Santo recebeu, nesta quarta-feira (03), o projeto básico de engenharia da Ferrovia Kennedy. A construção será o primeiro trecho da ferrovia federal EF-118 com traçado no Estado — interligando os municípios de Anchieta e Presidente Kennedy, na divisa com o Rio de Janeiro.

O projeto foi doado pela Vale, que havia se comprometido voluntariamente a entregar o trabalho. No documento são detalhados os 92,8 km de extensão da ferrovia, com especificações técnicas que buscam atender aos padrões de segurança e tecnologia na operação ferroviária.

A nova ferrovia prevê a ligação entre os municípios de Anchieta, Piúma, Iconha, Rio Novo do Sul, Itapemirim e Presidente Kennedy. Além disso, o projeto básico prevê a construção de dez pontes ferroviárias e sete viadutos ferroviários durante o traçado — projetados para se adequar à geografia local e garantir a fluidez do transporte e a preservação do ecossistema.

“Nosso objetivo é fortalecer a parceria com o Governo do Estado e colaborar com o desenvolvimento da infraestrutura da região Sul. Por isso, estamos doando o projeto básico e repassando os recursos para os estudos socioambientais da Ferrovia Kennedy. Esses estudos permitirão a busca por parceiros para viabilizar a implantação do projeto”, afirmou Alexandre D’Ambrósio, vice-presidente executivo de Assuntos Corporativos e Institucionais da Vale. 

De acordo com o Governo do Estado, o projeto básico é fundamental para viabilizar investimentos desse porte. 

"Mais um passo importante que está consolidado, com a entrega desse projeto de engenharia que liga Anchieta à divisa com o Rio de Janeiro. Com esse projeto e os estudos ambientais que foram contratados hoje, estamos equipados e organizados para que os investimentos possam acontecer na sequência, contribuindo muito para o desenvolvimento econômico e social do Sul do Espírito Santo", ressaltou o vice-governador e secretário de Desenvolvimento do Espírito Santo, Ricardo Ferraço.

Imagem ilustrativa da imagem Projeto de nova ferrovia no Sul do ES é entregue ao Governo do Estado
Entrega do projeto contou com a presença do Diretor de Gestão Pública do ES em Ação, Fernando Saliba; vice-governador e secretário de Desenvolvimento do Espírito Santo, Ricardo Ferraço; vice-presidente de Assuntos Corporativos e Institucionais da Vale, Alexandre DAmbrosio; diretor de Pelotização e Briquetes da Vale, Rodrigo Ruggiero |  Foto: Divulgação

A Vale também está apoiando financeiramente a realização dos estudos socioambientais do projeto, com o repasse de R$ 3,5 milhões. A contratação foi realizada pelo ES em Ação, com acompanhamento da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e liderança do Governo do Estado.

A empresa escolhida foi a consultoria especializada Econservation Estudos e Projetos Ambientais. A realização e entrega dos estudos ambientais básicos pela consultoria terá o prazo de dois anos e, ao final desta etapa, a análise técnica ambiental será doada pelo ES em Ação ao Governo do Estado, para que viabilize com parceiros a execução do projeto.

"Este projeto ferroviário não apenas impulsionará a geração de emprego e renda local, mas também aprimorará a logística do Estado, tornando o mercado capixaba e brasileiro mais competitivo. A colaboração entre essas entidades é um passo crucial para um futuro mais próspero e integrado”, destacou o diretor de Gestão Pública do ES em Ação, Fernando Saliba.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: