Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Piso salarial para professores deve ter aumento de 7,5% no País

Nova regra está sendo discutida pela equipe do governo federal

Redação Tribuna Online, com informações de O Globo | 26/01/2022 15:38 h

O governo federal estuda uma regra para fixar o reajuste do piso salarial dos professores da educação básica, que é anunciado todos os anos no mês de janeiro pelo Ministério da Educação (MEC) e precisa ser seguido por estados e municípios. Segundo O Globo, o índice considerado para esse aumento seria de cerca de 7,5%

Os novos critérios são discutidos por integrantes do MEC, Ministério da Economia e Casa Civil da Presidência da República. O governo tem avaliado fixar o índice em 5% (equivalente a inflação prevista para 2022) ou 10% (inflação de 2021). No entanto, outra ideia é estabelecer essa taxa em 7,5% considerando a flutuação da inflação nos últimos 12 meses. 

A publicação informa que o ministro da Economia, Paulo Guedes, não quer vincular esse índice para reajuste à inflação do ano passado nem deste ano, assim o piso salarial sairia de R$ 2.886,24 para R$ 3.102. 

A regra do reajuste do piso salarial do magistério está em um limo jurídico, após a criação do novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Até então, esse reajuste  era vinculado ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) arrecadado pelos estados.

Para este ano, o índice de reajuste, tomando como base o ICMS, poderia ser superior a 33%. Assim, o piso saltaria para cerca de R$ 3.800. 

Assim que for definida, a nova regra para o reajuste do piso salarial do magistério será publicada em Medida Provisória (MP) pelo governo federal. 

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS