X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

MPF abre inquérito para apurar aumento abusivo na Petrobras

A medida foi determinada pelo Ministério Público Federal em uma portaria do dia 15 de junho

Agência Folhapress | 23/06/2022 06:57 h

Rio de Janeiro - Edifício sede da Petrobras no Centro do Rio
Rio de Janeiro - Edifício sede da Petrobras no Centro do Rio |  Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
 

Em uma nova frente de pressão sobre a Petrobras, o Ministério Público Federal abriu inquérito para apurar possíveis aumentos abusivos na empresa. A medida foi determinada em uma portaria do dia 15 de junho e publicada nesta quarta-feira (22).

O órgão fala em analisar "abuso de poder e monopólio". A instauração do inquérito civil se soma à onda de questionamentos que a Petrobras vem recebendo de Bolsonaro, do presidente da Câmara, Arthur Lira, do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e diversos setores da economia.

Na sexta-feira (17), a Petrobras anunciou reajuste de 5,2% no preço da gasolina e de 14,2% no diesel, sob a justificativa de que o mercado de petróleo passou por mudança estrutural e que é necessário buscar convergência com os preços internacionais.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS