X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Lei que aumenta salário de servidores é sancionada. Veja quando será o pagamento

Redação Tribuna Online, com informações de Simony Giuberti | 23/02/2022 09:50 h

O governador Renato Casagrande sancionou nesta quarta-feira (23) a lei que estabelece o aumento de 6%  aos servidores do Estado. O reajuste começa a valer a partir deste mês para alguns membros do funcionalismo público. O reajuste também se aplica para o governador, vice-governadora e secretários.

O reajuste linear foi aprovado na segunda-feira (21) pela Assembleia Legislativa do Estado. O índice vai alterar os salários dos servidores dos poderes Legislativo, Judiciário e Executivo, do Ministério Público, do Tribunal de Contas e da Defensoria Pública.

O pacote incluiu também projetos com novos valores para as tabelas de vencimentos nas polícias Civil e Militar, e no Corpo de Bombeiros. Além dos 6%, esse grupo receberá mais 4% de reajuste, aprovado em 2020. Esse aumento, que totaliza 10%, será pago em etapas, neste mês, em julho e em dezembro.

A matéria foi aprovada após pedido de urgência na votação.

Imagem ilustrativa da imagem Lei que aumenta salário de servidores é sancionada. Veja quando será o pagamento
 

Para os servidores do Executivo, o reajuste já vale a partir deste mês. Serão beneficiados  95 mil funcionários, entre efetivos, comissionados, contratados temporariamente e voluntários, além do governador, da vice-governadora e de secretários.

Segundo informações da Assembleia, o impacto financeiro com a concessão do reajuste será de R$ 358 milhões em 2022 e de R$ 390 milhões para os anos de 2023 e 2024.

Também neste mês começa a valer o reajuste no Tribunal de Justiça do Estado. Cerca de 3.130 servidores deverão ser alcançados pela medida. O aumento vai impactar em cerca de R$ 40 milhões as contas do Judiciário este ano.

Para os exercícios de 2023 e 2024 a estimativa é de impacto anual perto de R$ 43,6 milhões.

Os servidores do Tribunal de Contas do Estado  também vão receber o reajuste a partir deste mês.

De acordo com informações da Assembleia, o reajuste representa despesa de R$ 7,03 milhões em 2022, R$ 7,8 milhões em 2023 e R$ 8,05 milhões em 2024, incluído o impacto na cobertura do déficit financeiro do regime de previdência.

Já os funcionários da Defensoria Pública do Estado só vão receber o reajuste a partir de abril, segundo a Assembleia. O impacto orçamentário previsto para este ano é de  R$ 1,8 milhão.

Também foi votado  projeto  que reajusta as tabelas de vencimentos, proventos e pensões dos servidores administrativos do Ministério Público do Estado, além do reajuste em 6% para os servidores públicos efetivos e em comissão.

Aumento este mês para o  Executivo

Poder Legislativo

A Assembleia  aprovou em sessão extraordinária, ontem, os projetos de reajuste linear de 6% para servidores do Legislativo, Judiciário e Executivo, do Ministério Público, do Tribunal de Contas e da Defensoria Pública.O pacote incluiu também projetos com novos valores para as tabelas de vencimentos nas polícias Civil e Militar, e no Corpo de Bombeiros. Além dos 6%, esse grupo receberá mais 4% de reajuste, aprovado em 2020. Esse aumento, que totaliza 10%, será pago em etapas, neste mês, em julho e em dezembro.

Validade

O reajuste do governo do Estado já começa a valer neste mês para todos os servidores do Executivo, incluindo civis e militares, da ativa ou inativos e pensionistas.

Serão beneficiados aproximadamente 95 mil servidores, entre efetivos, comissionados, contratados temporariamente e voluntários.Eles fazem parte da administração direta, de autarquias e fundações públicas ligadas ao Executivo.

Tribunal de Justiça

Também a partir de 1° de fevereiro será o reajuste para os servidores do Tribunal de Justiça. Aproximadamente 3.130 servidores deverão ser alcançados pela medida.

O aumento vai impactar em cerca de R$ 40 milhões as contas do Judiciário este ano.

Tribunal de Contas

O reajuste dos servidores do Tribunal de Contas também começará a valer a partir de 1º de fevereiro. Ele será concedido aos servidores ativos, aposentados e pensionistas.

Defensoria Pública

O reajuste das tabelas de vencimentos e subsídios dos membros e servidores da Defensoria Pública do Espírito Santo, diferentemente das outras duas iniciativas, concede o acréscimo somente a partir de 1º de abril.

Ministério Público

Também foi aprovado o projeto que concede reajuste aos servidores administrativos do Ministério Público.

Fonte: Assembleia Legislativa

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS