X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Guia para disputar 2 mil vagas da Polícia Federal

| 23/10/2020 15:21 h

Na expectativa da publicação do edital ainda este ano para o concurso da Polícia Federal, a reportagem publica um guia para quem deseja conquistar uma das 2 mil vagas previstas.

O concurso foi autorizado pelo Ministério da Economia, mas o aval ainda deve ser publicado no Diário Oficial. A informação foi publicada na coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo.

Essa semana, o deputado federal Eduardo Bolsonaro publicou em suas redes sociais que o governo federal liberou o concurso, e que a intenção é publicar os editais com as regras ainda este ano.

O parlamentar e filho do presidente Jair Bolsonaro ainda confirma a oferta das 2 mil vagas. São previstas oportunidades para agente, escrivão, papiloscopista e delegado, todos de nível superior. A remuneração chega a R$ 22 mil.

Mas para vai encarar a disputa pelas vagas, é preciso se preparar bem, segundo especialistas.

O professor José Quirino, do QC Concursos, afirmou que a orientação para o candidato é focar em 104 dos 120 pontos da prova. “A maior parte do peso das questões de Contabilidade, Estatística, Matemática, Português e Informática.”

Ele ressaltou, ainda, que um diferencial da prova é a exigência da Informática avançada. “Os candidatos devem estar atentos também para atualidades, que também é cobrada nas questões discussivas.”

Determinação para conquistar vaga

Ismael Filgueira da Silva, 45, segue determinado a conseguir uma das vagas do concurso da Polícia Federal
Ismael Filgueira da Silva, 45, segue determinado a conseguir uma das vagas do concurso da Polícia Federal |  Foto: Acervo Pessoal
Acompanhando com expectativa a divulgação do edital para o concurso da Polícia Federal, o professor Ismael Filgueira da Silva, 45, segue determinado a conseguir uma das vagas do concurso da Polícia Federal.

Segundo ele, chegou a fazer a prova no certame de 2018, mas na época os estudos eram voltados para um outro concurso.

“De lá para cá decidi mudar de estratégia. Estou estudando tanto para o concurso da Polícia Federal, quanto da Polícia Rodoviária Federal.”

Ismael, que é formado em Filosofia e trabalha como professor, contou que não é tarde para sonhar e descobrir uma nova vocação mesmo após os 40 anos. “Tenho esse sonho de ser policial federal.”

A diretora do Centro de Evolução Profissional (CEP), Ivone Goldner, enfatizou que o concurso é muito atrativo, podendo ser feito por pessoas com formação em diversos cursos superiores. “É um concurso com remuneração alta e, por isso, tem muitas fases, exigindo muitas habilidades.”

A mentora e coach de concursos e residência médica Bárbara Santos frisou a necessidade de se preocupar também com o teste de aptidão física, que é uma etapa.

“É tão importante quanto a prova escrita. Por tal motivo o treino deve começar no mesmo momento em que se começa a estudar, já que é eliminatório. O treino físico precisa fazer parte da rotina. Se for preciso, é interessante contratar um educador físico para auxiliar no treinamento.”


Saiba mais


Candidatos durante prova
Candidatos durante prova |  Foto: CRISTINO MARTINS / AG. PARÁ
Concurso
> Tem o aval do Ministério da Economia, mas a autorização deve ser publicada no Diário Oficial.
> O edital do concurso também deve ser publicado ainda este ano para cerca de 2 mil vagas.

Cargos previstos
> Delegado
> REQUISITO: bacharel em Direito e comprovação de três anos de atividade jurídica ou policial.
> ATRIBUIÇÕES: instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação; orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de crimes; participar do planejamento de operações de segurança e investigações, entre outros.

Agente
> REQUISITO: curso superior.
> ATRIBUIÇÕES: investigar atos ou fatos que caracterizem ou possam caracterizar infrações penais, entre outras.

Escrivão
> REQUISITO: curso superior.
> ATRIBUIÇÕES: dar cumprimento às formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, entre outras.

PapiloscopistaA
> REQUISITO: curso superior.
> ATRIBUIÇÕES: executar, orientar, supervisionar e fiscalizar os procedimentos de coleta, revelação, levantamento e armazenamento de fragmentos e impressões papilares, exames e laudos oficiais papiloscópicos, representação facial humana; operação e gestão de bancos e sistemas automatizados de identificação civil e criminal;

Salários
> As remunerações iniciais são de R$ 11.983,26 para agente, escrivão e papiloscopista e R$ 22.672,48 para delegado.

Fases da seleção

1 - Prova objetiva, com 120 questões, além de uma prova discursiva
2 - Exame de aptidão física
3 - Prova oral (delegado)
4 - Prova prática de digitação (escrivão)
5 - Avaliação médica
6 - Avaliação psicológica
7 - Avaliação de títulos (delegado)
8 - Etapa com o Curso de Formação Profissional

Dicas de preparação

1 - Conhecer bem o edital, assim que ele sair.
2 - Separar os horários de estudos, fazendo uma tabela dos horários durante os dias da semana.
3 - Distribuir as matérias nesses horários ao longo da semana.
4 - Imprimir provas antigas e questões da instituição que fará o concurso.
5 - É preciso estar atento a atualidades, que podem ser cobradas em questões discursivas.
6 - Reforço do estudo em áreas como Informática, Contabilidade, Estatística, Português e Matemática.
7 - Como existe também o teste de aptidão física como eliminatório, o treino deve começar no mesmo momento em que se começa a estudar, com uma rotina definina.
8 - No teste são cobrados, além de exercício de barra fixa, avaliação de impulsão horizontal, de natação e de corrida.

Fonte: Governo federal e especialistas consultados.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS