X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

FGTS paga a 800 mil 264 milhões de reais. Veja quem vai receber

Fundo vai dividir lucro com o trabalhador, no maior valor da história. Mas dinheiro não pode ser sacado, exceto nos casos previstos por lei

Matheus Souza, do jornal A Tribuna | 23/07/2022 13:43 h

O conselho responsável pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) autorizou a distribuição aos trabalhadores dos 99% do lucro do fundo em 2021. Ao todo, serão distribuídos R$ 13,2 bilhões, que é o maior valor desde que o dinheiro começou a ser dividido, em 2017.

No Estado, serão pagos cerca de R$ 264 milhões a até 800 mil pessoas. Segundo  decisão do Conselho Curador do FGTS, a cada R$ 100 que o trabalhador tiver em sua conta de FGTS será depositado R$ 2,75.

Apesar disso, o valor depositado não poderá ser sacado, exceto nos casos que estão previstos pela legislação. 

A lei estabelece que a distribuição deve ocorrer até 31 de agosto, mas o conselho responsável definiu que o repasse deve ser feito assim que houver publicação do balanço no Diário Oficial da União, o pode ocorrer até na próxima semana.

A antecipação tem como objetivo diminuir o impacto da inflação no bolso dos trabalhadores. A rentabilidade do FGTS é de 3% ao ano. 

O presidente do Conselho Regional de Economia (Corecon-ES), Claudeci Pereira Neto, explicou que o dinheiro depositado nas contas dos trabalhadores tem um rendimento semelhante à  poupança.

“A Caixa usa  esse dinheiro para fazer financiamentos em projetos de infraestretura ou em financiamentos da casa própria. Essa divisão é do lucro desses financiamentos. A Caixa empresta nosso dinheiro para outros empresários e eles pagam juros por esse empréstimo”.

Claudeci explica que, infelizmente, os rendimentos do FGTS estão abaixo da taxa da inflação. 

“Deveria render pelo menos o mesmo que a  inflação. É como se,  ao sacar esse dinheiro, ele estivesse valendo menos de uma maneira real, isso porque a inflação está maior do que aquilo que ele está rendendo de lucros e rendimentos”, disse.

Os depósitos levam em consideração o valor nas contas em 31 de dezembro de 2021. Ou seja, quem sacou o saldo depois não perde o rendimento.

SAIBA MAIS

A cada R$ 100 na conta, ganho de R$ 2,75

Qual valor irei receber?

- O valor corresponde ao saldo que cada trabalhador tinha na conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em 31 de dezembro de 2021.

- Quem tiver mais de uma conta receberá o crédito em todas elas, conforme a proporcionalidade do saldo.

- Para saber quanto será depositado, basta multiplicar o seu saldo na época por 0,02748761.

- Na prática, a cada R$ 100 na conta será depositado R$ 2,75.

- Quem tinha R$ 1.000 deve ter R$ 27,49 creditados, por exemplo.

Quando posso sacar?

- O valor não poderá ser sacado, exceto nas condições que já estão previstas, que são:

- Demissão sem justa causa.

- Na aposentadoria.

- Financiamento da casa própria.

- Quando o trabalhador tiver idade igual ou superior a 70 anos.

- Em caso de doenças graves como HIV ou câncer.

- Saque-aniversário: é possível retirar parte do saldo até dois meses após o mês de aniversário.

- Circunstâncias especiais, como calamidade pública.

Como consultar o saldo?

- A Caixa disponibiliza a consulta do saldo da conta do FGTS através de meios digitais ou através de chamada telefônica. 

- O aplicativo “FGTS”´ pode ser baixado em lojas de aplicativos e está disponível para IOS e Android.

- No site da Caixa: fgts.caixa.gov.br

- No Internet Banking CAIXA, para os clientes do banco.

- Telefones da Caixa: 3004-1104 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-726-0104.

Fonte: Caixa e Agência Brasil.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS