X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Fecomércio faz apelo para evitar que tudo seja fechado

| 18/06/2020 15:23 h

José Lino Sepulcri afirmou que 
é necessária 
a  contribuição da população para evitar que o lockdown precise ser praticado no Estado
José Lino Sepulcri afirmou que é necessária a contribuição da população para evitar que o lockdown precise ser praticado no Estado |  Foto: Fábio Nunes/AT

O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo (Fecomércio-ES), José Lino Sepulcri, demonstrou uma preocupação do setor com um possível fechamento total (lockdown) no Estado, e afirmou que é preciso contribuição da população para evitar a medida extrema.

Sepulcri participou ontem da transmissão online de apresentação do resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, promovida pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), e afirmou que a população capixaba tem deixando a desejar quanto às recomendações das autoridades de saúde em relação ao isolamento social.

“Ainda não se descobriu uma cura, e a população está deixando a desejar. O comércio tem que reabrir com segurança, com todas as medidas e precauções que nós já tomamos. Mas o número de contaminados tem aumentado, e isso deixa uma preocupação tremenda”, disse.

Segundo Sepulcri, a perspectiva do setor do comércio já é de grandes prejuízos, e a situação será ainda pior se for preciso paralisar as atividades novamente.

“Estamos em uma situação calamitosa. A nossa produtividade caiu em torno de 50%. O governo tem nos deixado até tranquilos quanto ao lockdown, que seria uma medida em caso extremo. Mas cabe a nós um plano de convivência. Isso depende também da contribuição da população”.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS