Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Dólar dispara e pãozinho já custa mais de R$ 1

| 10/03/2021 16:23 h | Atualizado em 10/03/2021, 16:34

O pão francês é um alimento praticamente obrigatório na mesa do capixaba. Mas é bom ficar atento porque o pãozinho vai ficar mais caro. Com a alta do dólar, o queridinho das padarias deve subir até 10% até o fim deste mês, passando a custar R$ 1,10 a unidade na Grande Vitória.

Na capital, por exemplo, o preço do quilo do pão francês em fevereiro variava entre R$ 8 e R$ 19, de acordo com pesquisa realizada pelo Procon de Vitória. Agora, o preço do quilo mais caro deve passar dos R$ 22.

De acordo com o presidente do Sindicato da Indústria da Panificação e Confeitaria do Espírito Santo (Sindipães), Ricardo Augusto Pinto, em um ano o pãozinho teve aumento entre 5% e 10%.

O trigo, matéria-prima do pão, é importado da Argentina, do Canadá e dos Estados Unidos e, por isso, é cotado em dólar. Com a valorização da moeda norte-americana, o insumo também subiu de preço. Segundo o presidente do Sindipães, outros fatores também influenciam no reajuste.

“O trigo subiu 50% em um ano. O preço das embalagens teve reajuste, os uniformes dos funcionários também. Sem contar a alta dos combustíveis que influencia no preço do frete. Não ficamos felizes em aumentar o preço do pão porque diminui o consumo. É a última alternativa, mas é necessário para que muitas padarias continuem de portas abertas”, comentou.

Manuelly compra pãozinho quase todos os dias, mas têm optado por banana cozida para substituir o alimento
Manuelly compra pãozinho quase todos os dias, mas têm optado por banana cozida para substituir o alimento |  Foto: Beto Morais/AT

E o consumidor tem sentido esse reajuste no bolso. A advogada Manuelly Mattos Lourenço, de 29 anos, contou que costuma comprar o pão francês quase todos os dias, mas tem mudado um pouco seus hábitos devido ao preço do produto.

“Até um tempo atrás comprávamos o pão a menos de R$ 1. Hoje já passa desse valor. É um alimento que sempre esteve na mesa do café da manhã e do café da tarde da minha família. Mas agora eu já substituo por uma omelete ou banana cozida. Compensa por conta do preço”, disse.

Se depender do dólar – que ontem fechou cotado a R$ 5,80 –, o pãozinho deve ficar mais caro por um bom tempo. É que explica o economista Eduardo Araújo.

“O dólar deve seguir em alta este ano, não dá para saber quanto tempo. Mas vale lembrar que o mercado é livre e cada comerciante tem a escolha de repassar o reajuste para o consumidor”, disse.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS