X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Dinheiro do FGTS só no dia 29, diz governo

| 14/06/2020 15:58 h | Atualizado em 14/06/2020, 16:21

Aplicativo do FGTS nos celulares
Aplicativo do FGTS nos celulares |  Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Previsto para começar amanhã, o depósito de até R$ 1.045 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em contas digitais, que beneficiará 790 mil trabalhadores do Estado, foi adiado pela Caixa, que anunciou ontem que a liberação do dinheiro ocorrerá a partir do dia 29.

A data de liberação foi adiada, mas a dinâmica do pagamento está mantida. No início, o acesso será só por contas digitais e depois liberado para saques e transferências, seguindo um calendário de mês de aniversário, divulgado ontem pelo governo e disponível na tabela ao lado.

Serão liberados R$ 37,8 bilhões, sendo R$ 530 milhões no Estado.

Segundo fonte do governo ouvida pelo Valor Econômico, o plano inicial era que o pagamento fosse liberado amanhã, e para todos os trabalhadores. Mas a Caixa Econômica teve problemas operacionais e precisou adiar.

A medida diz que o dinheiro deverá estar “disponível” para saque “a partir de 15 de junho e até 31 de dezembro de 2020”. Mas também afirma que cabe à Caixa definir o “cronograma de atendimento”.

Nas últimas semanas, o banco vinha sucessivamente adiando a divulgação de um calendário oficial.

Com o dinheiro depositado é possível fazer pagamento de contas e boletos de água, luz, telefone e cartões de crédito. A pessoa também pode emitir um cartão de débito digital, que pode ser usado para comprar em sites e aplicativos.

Várias grandes lojas de departamentos já colocaram em seus sites a possibilidade de pagamento via aplicativo Caixa Tem. A liberação do dinheiro será para todos os trabalhadores que tenham saldo em contas ativas ou inativas no FGTS até R$ 1.045 (salário mínimo).

O dinheiro será liberado inicialmente em contas digitais e poderá ser usado para pagar contas e compras feitas pelo celular, via aplicativo da Caixa. O saque em espécie ou a transferência só será permitido a partir de 25 de julho.

O FGTS só não estará imediatamente disponível para saque em espécie porque, além de o governo querer evitar filas e aglomerações, não há notas de real suficientes.

Como funciona

Calendário de pagamentos
Liberação vai ocorrer toda semana, de acordo com a data de aniversário. O saque em espécie só poderá ser feito dias depois da liberação, com calendário até 14 de novembro.

Nascidos |  Crédito na conta Disponível para saque e transferência
Em janeiro  |  29 de junho 25 de julho
Em fevereiro  |  6 de julho 8 de agosto
Em março  |  13 de julho 22 de agosto
Em abril  |  20 de julho 5 de setembro
Em maio  |  27 de julho 19 de setembro
Em junho  |  3 de agosto 3 de outubro
Em julho  | 10 de agosto 17 de outubro
Em agosto  |  24 de agosto 17 de outubro
Em setembro  |  31 de agosto 31 de outubro
Em outubro  |  8 de setembro 31 de outubro
Em novembro  | 14 de setembro 14 de novembro
Em dezembro |  21 de setembro 14 de novembro

O que é
Novo saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço(FGTS) no valor de até R$ 1.045, o equivalente a um salário mínimo.

Quem tem direito?
Todos os trabalhadores que tenham contas, ativas ou inativas, com saldo no FGTS.

Beneficiados
Ao todo, 60 milhões de trabalhadores deverão beneficiados. Estão previstos R$ 37,8 bilhões para saque.

Saque 100% digital
O crédito é automático em conta poupança social digital da Caixa, aberta pelo banco para todos os trabalhadores com direito ao saque emergencial, para movimentação via aplicativo Caixa Tem.

Caixa Tem
O aplicativo Caixa Tem foi criado pelo banco para fazer o pagamento do auxílio emergencial.

Uma conta digital será criada para a pessoa e ela terá que baixar o aplicativo nas lojas Android e iOS.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS