X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Desconto na conta de luz para 700 mil no Estado

Consumidores que reduziram ao menos em 10% o consumo de setembro a dezembro vão pagar menos na fatura deste mês

Fernando Bianchi, do jornal A Tribuna | 22/01/2022 12:57 h

Conta de energia: desconto será de modo automático, sem a necessidade de cadastro para os consumidores
Conta de energia: desconto será de modo automático, sem a necessidade de cadastro para os consumidores |  Foto: Arquivo/AT
 

Consumidores que reduziram ao menos em 10% no consumo de energia entre setembro e dezembro do ano passado, em comparação a 2020, terão desconto na conta de luz, aplicado na fatura deste mês.

No Estado, a previsão é de que cerca de 700 mil consumidores tenham desconto na fatura. Em todo o País, 35,3 milhões de residências serão abrangidas pelo benefício, que atingirá um total de R$ 2,4 bilhões. 

A medida faz parte do Programa de Incentivo à Redução Voluntária do Consumo de Energia Elétrica, do Ministério de Minas e Energia, lançado em agosto pelo governo federal por conta da crise hídrica.

O desconto será concedido de modo automático, sem a necessidade de cadastro para os consumidores das classes de consumo residencial, industrial e comercial que atingirem o mínimo de 10% de redução do consumo de energia, e será limitado a 20% de economia no consumo.

O abatimento será de R$ 0,50 por cada quilowatt-hora (kWh) do volume de energia economizado dentro da meta de 10% a 20%.

Se o consumidor economizar 100 kWh, por exemplo, terá uma economia de R$ 50 na conta de luz. 

Portanto, o valor de desconto na fatura dependerá do consumo de cada residência em 2020, além do total economizado em 2021.

 O consumidor somente receberá o bônus se a soma dos consumos de energia elétrica de setembro a dezembro de 2021 for inferior à soma dos mesmos meses de 2020, em pelo menos 10%. 

Economia

Segundo os dados do governo, o programa de incentivo à redução de consumo gerou uma economia de 5,6 milhões de megawatt-hora (MWh) no período, o que representa cerca de 4,5% a menos na tarifa do consumidor residencial. 

A quantidade corresponde, por exemplo, ao consumo anual do estado da Paraíba ou do Rio Grande do Norte e é suficiente para abastecer 32,8 milhões de famílias por mês.

O valor também corresponde a 3,81% da capacidade máxima de armazenamento no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o de maior fluxo do País.


Saiba mais


Quem vai ter desconto

  • Consumidores que reduziram entre 10% e 20% o consumo de energia entre agosto e dezembro de 2021, em relação ao mesmo período de 2020.
  • O cliente não precisa fazer cadastro ou registro na distribuidora de energia elétrica.

Informação na fatura

  • Distribuidoras de energia elétrica, como a EDP, informaram na fatura de seus clientes, de forma clara e objetiva, qual foi a energia total consumida no período de setembro a dezembro de 2020, a meta de redução para o período de setembro a dezembro de 2021 e a redução mensal apurada acumulada.

Valores

  • Caso seja atingida a meta de redução, o consumidor receberá um bônus de R$ 0,50 por cada quilowatt-hora (kWh) do total da energia economizado entre setembro e dezembro de 2021 em relação ao mesmo período de 2020, ajustados pelos dias de leitura.

Simulação

  • Por exemplo, se uma família consumiu 200 kWh em setembro de 2020, 180 kWh em outubro, 190 kWh em novembro e 200 kWh em dezembro de 2020, seu consumo médio de referência proporcionalizado pelos dias de leitura foi de 192 kWh.
  • Desta forma, essa família precisou reduzir seu consumo mensal em no mínimo 10% para participar do programa de bônus, o que daria uma média mensal em torno de 173 kWh. Neste caso, o bônus creditado ao fim do programa será de aproximadamente R$ 40.

Fonte: Ministério de Minas e Energia e a EDP

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS