Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Conta de luz vai ficar mais cara no Estado a partir deste sábado

| 06/08/2021 15:27 h

A conta de luz do capixaba vai ficar mais cara a partir deste sábado (07). A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o reajuste tarifário da EDP Espírito Santo, concessionária responsável pelo serviço de distribuição da energia elétrica em boa parte do Estado. O aumento médio, considerando pequenos e grandes consumidores, será de 9,75%, conforme a agência.

Bandeira vermelha da conta de energia pode aumentar ainda mais, diz Aneel
Bandeira vermelha da conta de energia pode aumentar ainda mais, diz Aneel |  Foto: Reprodução
"Os índices foram impactados pelos custos de distribuição e aquisição de energia", informou a Aneel, em nota publicada em seu site para anunciar o reajuste.

Em nota, a EDP informou que para os consumidores residenciais atendidos em baixa tensão, o reajuste será de 9,81 % para a energia elétrica consumida a partir do dia 07 de agosto.

No caso das indústrias e clientes atendidos na alta tensão, o percentual ficará em 6,89%. "O efeito médio, considerando pequenos e grandes consumidores, será de 9,75 %", explicou a concessionária.

A empresa informou que o aumento ficou abaixo da inflação medida pelo IGPM, principal índice que regula o setor elétrico no Brasil e que, nos últimos 12 meses, variou 33,75%.

"Os itens que mais impactaram as novas tarifas foram a elevação no custo de compra de energia, devido principalmente à crise hídrica enfrentada pelo País – a pior dos últimos 91 anos – e a atualização dos custos de prestação dos serviços de distribuição de energia, puxados pelo IGPM no período".

A EDP disse que alguns fatores ajudaram a controlar o reajuste, mantendo a correção em menos de 10%. "Primeiro, a ANEEL estabeleceu mecanismos para mitigar parte do aumento tarifário previsto. Além disso, a EDP solicitou ao órgão regulador o abatimento, no cálculo, de R$ 156 milhões relativos ao PIS/COFINS, contribuindo para reduzir o reajuste em 4 pontos percentuais".

Com o reajuste, um consumidor residencial que costumava pagar uma conta de R$ 100 passará a pagar R$ 109,81.

" A cada R$ 100,00 de uma fatura mensal apresentada ao cliente, R$ 25,50 serão destinados à EDP, para a cobertura dos custos com operação, manutenção e investimentos na rede de distribuição de energia elétrica. Outros R$ 37,90 serão destinados ao pagamento das despesas com geração e transmissão da energia, enquanto os R$ 36,60 restantes serão destinados aos encargos setoriais, impostos e tributos", explica.

Atualmente, a concessionária atende 1,6 milhão de unidades consumidoras localizadas em 70 municípios do Espírito Santo.

Composição da tarifa

A tarifa de energia é composta de custos da geração, transmissão e distribuição de energia, além de encargos e tributos. Quando a conta chega, o consumidor paga pela compra da energia (custos das empresas geradoras), pelo transporte da mesma (custos das empresas de transmissão de energia), pela distribuição (parte que cabe à EDP) e pelos encargos setoriais e tributos.

Portanto, no valor da fatura de energia paga pelo consumidor:

  • 37,9 % se referem a custos com a compra de energia (geração) e a transmissão de energia;

  • 36,6 % correspondem a tributos e encargos setoriais

  • 25,5 % são os custos com distribuição de energia até o seu imóvel (parte destinada à EDP);

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS