X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Banco vai devolver R$ 79 milhões aos clientes. Veja quem vai receber

Decisão foi tomada após um acordo com o Banco Central

Redação do Jornal A Tribuna | 17/07/2022 09:13 h | Atualizado em 17/07/2022, 10:03

Edifício-Sede do Banco Central em Brasília
Edifício-Sede do Banco Central em Brasília |  Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
 

O Santander Brasil fechou um acordo com o Banco Central para devolver R$ 79 milhões aos clientes por cobranças que foram consideradas indevidas pela autoridade monetária. Os valores devolvidos referem-se a cobranças feitas entre 2014 e 2022. 

Em nota, o Santander informou que já efetuou o ressarcimento de 90% dos valores acordados e que até 2023 alcançará 100% das devoluções.

No acordo com o BC, fechado em maio, ficou acertado que o banco tem que devolver R$ 18,3 milhões a 378.046 clientes em razão de cálculo indevido do valor presente de pagamentos para liquidação antecipada de operações de parcelamento de cartão de crédito. Os valores se referem a operação com o produto "Total Parcelado".

O banco vinha considerando a data de vencimento da fatura e não a  data de fechamento para realizar o cálculo do valor presente.

Ficou determinado no acordo que o Santander deve deixar de cobrar tarifa de clientes empresário individual e microempresário individual em razão da utilização do PIX. Nesse caso, o Santander foi obrigado a devolver R$ 17,6 milhões 268.583 clientes, em operações que ocorreram entre março de 2021 e fevereiro deste ano.

A instituição também deverá deixar de cobrar, sobre o valor do cheque especial utilizado, juros acima do limite máximo de 8% de clientes microempreendedor individual, o que contraria a legislação em vigor. 

Em relação a estas cobranças, o banco terá que devolver R$ 43,1 milhões a 55.987 clientes, em operações feitas entre 2020 e 2022.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS