search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ecad manobra para faturar em dobro com “lives”
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


Ecad manobra para faturar em dobro com “lives”

O sucesso das “lives” durante esse período de pandemia e isolamento fez crescer o olho do Ecad, responsável por coletar pagamentos por uso de músicas no País.

A malandragem foi admitida pela própria entidade ao afirmar que já tem contratos com YouTube, Facebook etc. e recebe regularmente, mas que lives transmitidas pelas plataformas ganharam destaque e o Ecad quer faturar mais com “execução pública musical”.

Cobrança dupla
A cobrança é feita duas vezes pelo mesmo produto, a realização da live e pela transmissão. Afinal, se não fosse transmitida, ninguém iria assistir.

Insaciável
Na prática, o artista, que está impossibilitado de se apresentar e cobrar ingresso devido ao isolamento, vai precisar pagar para trabalhar. É o fim.

Tão caridoso
A cobrança é de 7,5% do valor bruto dos patrocínios, retroativa a 20 de março. Mas devido à pandemia vai dar desconto e cobrar “apenas” 5%.

Negócio da China
Sem as lives, o Ecad arrecadou R$ 4,4 bilhões entre 2016 e 2019 e R$ 3,9 bilhões para músicos. E ficou com os R$ 452 milhões restantes.

Inquérito de Moraes não acha batom, nem cueca

O “Apenso 70” do inquérito das Fake News, criado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar supostos ataques e ameaças a ministros e seus familiares, contém um laudo pericial que atesta não ter sido possível identificar a existência da imaginada “rede de robôs” com mensagens financiadas nas redes sociais.

O ministro Alexandre de Moraes descobriu que os xingamentos vêm de contas que, na verdade, têm donos de carne e osso. Nada de robôs que tanto excitam fantasias.

Meme é só um meme
As redes sociais têm linguagem própria, anárquica e livre. O que parece “sério”, não passa na maior parte dos casos de “memes”, provocações.

Objetivo é “causar”
A dona de um salão de beleza que bomba nas redes sociais pregando o assassinato de Bolsonaro não é necessariamente uma homicida à solta.

Apenas opiniões incisivas
O procurador-geral da República Augusto Aras (foto) reconheceu o “conteúdo incisivo”, mas admitiu que as mensagens são opiniões “protegidas pela liberdade de expressão”.

Autoritarismo exposto
O ministro André Mendonça (Justiça) expôs o caráter autoritário das investidas contra “atos antidemocráticos”, ao lembrar que o movimento anarquista, fundado no fim da década de 1860, nega o poder formal e prega o fim das instituições. O STF pretende prender seus ativistas?

Piada institucional
O procurador Marcelo Rocha Monteiro, do Rio de Janeiro, observou que no Brasil quem perde a eleição vai ao Supremo Tribunal Federal (STF) e impõe sua política pública, anulando o mandato popular do governante.

Começou a campanha
O clima esquentou em Araraquara (SP) entre o prefeito Edinho Silva (PT) – foto –, ex-ministro de Dilma, e o ex Marcelo Barbieri (MDB). Silva ouviu o que não queria, ao atacar Barbieri, que não será candidato este ano.

Ministros vapt-vupt
Uma “coalizão de deputados” vai reunir hoje sete ex-ministros da Educação dispostos a falar mal do governo. Metade deles ficou menos de um ano no cargo e um deles foi demitido pelo telefone.

Tempos de pibão
“Em seus sete meses de governo, dr. Jânio fez o PIB brasileiro crescer 9,2%”, lembra Victor Eugênio, 80 anos, sobre o também campo-grandense Jânio Quadros, de quem foi secretário particular.

O lobby venceu
Morreu na Câmara dos Deputados o projeto que repassava à Saúde os bilhões do “cartório” de seguradoras do DPVAT. O governo publicou no Diário Oficial pedido de retirada do projeto da tramitação no Congresso.

Máquina de comer dinheiro
A cartilha Fatos Fiscais, do Tribunal de Contas da União, sobre gastos do governo nos últimos anos, indica que o déficit primário verificado pelo Tesouro Nacional em 2019 alcançou R$ 88,9 bilhões.

Não pode nem falar
A comissão especial criada pela Câmara dos Deputados para discutir a pandemia do novo coronavírus não vai nem sequer discutir o retorno às aulas: cancelou a reunião destinada a isso, marcada para amanhã.

Pensando bem...
...mais um jornalista preso e o STF pode pedir música.

Poder sem pudor

Consideração de cabaré

Muito jovem, Osvaldo Aranha foi prefeito de Alegrete (RS) e decidiu acabar uma curiosa tradição: a briga diária, todas as noites, no cabaré da cidade, “Lulu dos Caçadores”.
Tudo corria bem e animado até o relógio bater 2 horas da madrugada, e o pau cantava. Uma noite ele visitou a boate.

Bebeu, dançou, foi embora às 3h, nada de briga. Voltou no dia seguinte, e novamente os valentões não apareceram. No quinto dia, já freguês, encontrou um vistoso aviso na parede: “Dr. Osvaldo Aranha, acabaram-se as considerações”. Naquela madrugada, pontualmente às 2h, o pau cantou de novo.

Colaboram: André Brito, Jorge Macedo e Tiago Vasconcelos

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

Brasil acelera e se aproxima dos EUA na vacinação

O esporte preferido do brasileiro, há muito tempo, é reclamar do Brasil e não poderia ser diferente na vacinação. Assim, mais de 102 milhões de pessoas vacinadas viram motivo de desdém, apesar de …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Ciro na Casa Civil é para “azeitar” relação com Senado

Confiando a chefia da Casa Civil ao senador Ciro Nogueira (PI), presidente nacional do PP, Jair Bolsonaro finalmente toma a iniciativa, com certo atraso, de melhorar o relacionamento do seu governo …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Verdadeira “caixa preta” esconde regalias no BNDES

Banco sem concorrentes, o BNDES usa recursos do Tesouro Nacional sem piedade e se lambuza sem acanhamento. O dinheiro público que o alimenta (e a suas “caixas pretas”) paga salários de marajá. É a …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Distritão avança e deve ser aprovado já para 2022

Com apoio do centrão e do presidente da Câmara, Arthur Lira, deve ser aprovada sem dificuldades pelos deputados a PEC 125, da “reforma eleitoral”, que institui o distritão. É o sistema eleitoral …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Recriação de ministério do Trabalho é retrocesso

É um triste retrocesso, do ponto de vista da gestão pública, a decisão do presidente Jair Bolsonaro de recriar o Ministério do Trabalho, mesmo com nova denominação, Ministério do Emprego. …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Povo usa SUS e banca plano de saúde das estatais

Um dos maiores ralos por onde some dinheiro público está nos planos de saúde nas estatais. É uma farra. O BNDES, banco das caixas pretas, tem 4.219 empregados, mas paga 100% do plano de saúde de …


Exclusivo
Cláudio Humberto

“Semipresidencialismo” é para esconder o “fundão”

Não passa de uma manobra marota para tirar de pauta o pornográfico aumento do fundão eleitoral, o “debate” sobre a implantação no Brasil de um regime jabuticaba, o “semipresidencialismo”. O tema …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Brasil terá 100 milhões de vacinados ainda este mês

Nos próximos dias, serão mais de 100 milhões os brasileiros que já receberam ao menos uma dose de vacina contra a Covid-19. É quase metade da população e mais de 63% dos brasileiros adultos, …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Congresso se apropriou do valor dos penduricalhos

O corte dos penduricalhos no serviço público, cujo objetivo seria moralizar o teto salarial, vê-se agora, nada tem a ver com “Congresso reformista”. Ficou claro que a decisão está ligada à aprovação, …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Brasil pode aplicar 40 milhões de doses em julho

Desde 29 de junho, o Brasil mantém uma média diária de aplicação de mais de 1,25 milhão de doses de vacinas. Só na última quarta-feira, foram quase 1,6 milhão. Mantido o atual ritmo da campanha …