search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Doria diz a prefeitos que irá comprar 60 milhões de doses de vacinas

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Doria diz a prefeitos que irá comprar 60 milhões de doses de vacinas


O anúncio de Doria foi feito no mesmo dia em que o estado de São Paulo registrou 468 mortes por Covid-19 (Foto: Divulgação)
O anúncio de Doria foi feito no mesmo dia em que o estado de São Paulo registrou 468 mortes por Covid-19 (Foto: Divulgação)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta terça-feira (2) que irá comprar 60 milhões de doses de vacinas até dezembro. A promessa foi feita durante reunião virtual realizada com prefeitos de cidades do estado de São Paulo.

Segundo Doria, serão 20 milhões da Pfizer, 20 milhões de doses da Coronavac e outras 20 milhões de doses da vacina russa Sputnik. “Portanto, estamos dispostos – e já separamos recursos – para mais 60 milhões de doses para os brasileiros de São Paulo”, disse o governador.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ainda não autorizou imunizantes da Moderna, a Sputnik e a indiana Covaxin. Na semana passada, a agência aprovou o pedido de registro definitivo da vacina produzida pela Pfizer e pela Biontech.

O anúncio de Doria foi feito no mesmo dia em que o estado de São Paulo registrou 468 mortes por Covid-19, número mais alto desde o começo da pandemia. Com isso, o estado chegou a 60.014 óbitos pela doença, além de já somar mais de 2 milhões de casos confirmados (2.054.867).

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na semana passada que os governos estaduais podem comprar vacinas diretamente de laboratórios caso o ministério não consiga disponibilizá-las em número suficiente para vacinar as populações de seus estados.

Depois disso, também governadores do Nordeste entraram em contato com o fundo soberano da Rússia para negociar a aquisição da Sputnik V.

Uma primeira negociação já tinha sido feita em setembro, coordenada pelo governador da Bahia, Rui Costa. Ela previa a entrega de 50 milhões de doses aos estados da região – do total, 10 milhões seriam disponibilizadas entre janeiro e março.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados