search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Diretor do Sindicato dos Rodoviários: "Greve está descartada"

Notícias

Cidades

Diretor do Sindicato dos Rodoviários: "Greve está descartada"


Presidente do SindiRodoviários deixou o local sob protestos (Foto: Rafael Gomes)
Presidente do SindiRodoviários deixou o local sob protestos (Foto: Rafael Gomes)

Após a segunda assembleia realizada pelos motoristas e cobradores de ônibus, o diretor do Sindicato dos Rodoviários José Carlos Salles disse que a greve da categoria está descartada. O diretor deixou o local sob protestos, depois que um grupo não aceitou o resultado da segunda assembleia, realizada na tarde desta quarta-feira (04).

"Tem uma galera que quer bagunçar a assembleia. A greve está descartada. Agora estamos indo para o TRT (Tribunal Regional do Trabalho)", disse o diretor.

Os rodoviários fizeram duas assembleias nesta quarta-feira, na Quadra da Escola de Samba Novo Império. Segundo o Sindicato, nas duas votações, os rodoviários aprovaram a proposta apresentada pelo Ministério Público do Trabalho: aumento salarial de 3,04% mais R$ 1 a mais nos tíquetes alimentação. A proposta foi apresentada na audiência de conciliação às 8 horas de hoje.

Insatisfeitos com o resultado da votação, um grupo começou a protestar em frente à quadra da Escola de Samba, alegando ter maioria para rejeitar a proposta da justiça e aprovar a greve.

"Ninguém aprovou nada. De manhã foi a mesma coisa. Nós ganhamos e eles falaram que nós perdemos. Nós queremos um reajuste justo", disse um motorista.

Diante deste resultado, um grupo de rodoviários ameaça fechar a avenida em frente à Rodoviária de Vitória. Muitos deixaram a quadra da Novo Império protestando contra a decisão da assembleia.

Uma nova audiência de conciliação está marcada para as 17 horas desta quarta-feira, na sede do Ministério Pùblico do Trabalho.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados