search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Dinheiro público em termelétrica é herança do PT
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


Dinheiro público em termelétrica é herança do PT

O investimento de R$ 3,9 bilhões do BNDES em uma termelétrica no Rio de Janeiro é consequência da “demonização das hidrelétricas” promovida durante os governos do PT, segundo relator do marco regulatório do setor, Lafayette Andrada (Republicanos-MG).

Para o deputado, a burocracia criada nos últimos 15 anos e a carga tributária aplicada se transformaram em impeditivo para as Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH), que além de gerar energia limpa e constante, seriam importantes para evitar o desabastecimento de água.

Lafayette Andrada (Foto: Divulgação)
Lafayette Andrada (Foto: Divulgação)
Menos mal
Para Lafayette Andrada, ameniza a agressão o fato dessa térmica ser movida a gás natural em vez de diesel ou carvão, mas “hidrelétrica seria melhor”.

"Em nosso País nenhum compatriota pode morrer por falta de ar”
Presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, sobre a falta de oxigênio no sistema de Saúde de Manaus (AM)

Opção melhor
Há três meses, o mesmo BNDES liberou R$ 1,1 bilhão para dois parques solares, na Bahia e Minas Gerais, com geração de energia e empregos melhores.

Fontes renováveis
O deputado defende o investimento em parques solares e eólicos, mas em conjunto com hidrelétricas, que resolvem a questão da intermitência.

Sinergia de modelos
“Durante a noite ou dias de ventos fracos, a geração fica comprometida e é aí que entram as hidrelétricas, com fornecimento constante”, explicou.

“Gula” de Alcolumbre por cargos espanta o Planalto
A “gula” do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, tem provocado constrangimentos no governo, a ponto de criar a expectativa no Planalto de reação imprevisível do presidente Jair Bolsonaro.

Além de exigir que o governo se empenhe na campanha de Rodrigo Pacheco (DEM-AP), seu candidato a presidente do Senado, Alcolumbre cobra sua própria nomeação para o ministério. E não pode ser qualquer cargo: ele impõe um ministério do tipo “operacional” com orçamento e muitos cargos.

Muita paciência
Bolsonaro adota o jogo da paciência, nas relações com Alcolumbre, à espera do fim da sua presidência. Faltam menos de duas semanas.

Ele se acha
Alcolumbre se acha “grande aliado” na presidência do Senado, espécie de “garantidor da governabilidade” nos primeiros dois anos de Bolsonaro.

Lembrando Severino
O ministério “operacional” faz lembrar o pedido de “diretoria da Petrobras que fure poço ” que Severino Cavalcanti impôs por apoio ao governo Lula.

Prendendo a respiração
A diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se reúne hoje para a decisão sobre o uso emergencial de duas vacinas contra o coronavírus: a Coronavac e a AstraZeneca.

Conselho de obviedade
O Conselho Federal de Medicina divulgou nota oficial para anunciar que “os resultados divulgados apontam taxas de eficácia que tornam possível a redução do número de casos de Covid-19”. Ou seja, melhor que nada.

Empregos a mais
O presidente Jair Bolsonaro diz que os novos dados do Cadastro Geral de Empregos e Desempregos (Caged) sobre 2020 vão mostrar que o ano da pandemia acabou com mais gente empregada que em 2019.

Não perca de vista
Após a principal enrolada na corrupção desvendada pela Lava a Jato mudar de nome (Odebrecht virou “Novonor”), a OAS, que, segundo a Justiça, pagou propina a Lula em forma de triplex, virou “Metha”.

Para enganar trouxa
O Facebook adiou de fevereiro para maio o início a nova “política de privacidade” do aplicativo de mensagens WhatsApp, após milhões de usuários o abandonarem. Mas, além do prazo, nada mudou.

Contavac
O governo de São Paulo anunciou que já tem 6 milhões de doses da vacina Coronavac, aquela que tem eficácia de 50,38%, só 0,38% a mais que o mínimo. Garantia de eficácia de 3.022.800 dessas doses.

Outro recorde
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) comemorou o início da colheita no Brasil, e prevê que produção de soja atinja 133,7 milhões de toneladas na safra 20/21. Representa aumento de 3,4% na produção.

Pensando bem...
...Congresso, mesmo quando trabalha, rima com recesso.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

PIB: Brasil é o terceiro melhor das 10 maiores economias

O resultado do PIB brasileiro calou os economistas do apocalipse como o FMI, que previu contração de 9%. Apesar da Covid, a queda de 4,1% é o terceiro melhor desempenho entre as 10 maiores economias …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Demissões podem ir a 20% sem reduzir jornada

Diversos setores da economia têm demonstrado preocupação com a demora na edição de uma medida provisória ou lei que autorize redução de jornadas e salários, tal como foi feito no ano passado. O …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Pesquisa: 70% não querem direito a escolher vacina

Levantamento exclusivo do Paraná Pesquisa para o site Diário do Poder e esta coluna revela que a grande maioria dos brasileiros (70,2%) não considera importante o direito de escolher a marca da …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Mais três estatais serão vendidas sem demora

Após deflagrar o processo de privatização da Eletrobrás e também dos Correios, duas das maiores e mais problemáticas estatais federais, o governo Jair Bolsonaro tem prontas para levar a leilão outras …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Troca de comando no Congresso é positiva para 70%

Levantamento exclusivo contratado pelo site Diário do Poder e esta coluna revela que quase 71% dos brasileiros consideram positiva a troca das presidências da Câmara dos Deputados e do Senado. …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Pazuello cogita disputar o governo do Amazonas

Atingido pela “mosca azul”, o general Eduardo Pazuello parece ter adorado a ideia de auxiliares bajuladores para ingressar na política. Para um ministro da Saúde tão criticado, a meta é ambiciosa: …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Eletrobrás valorizou 23% em 4 dias. “Interferência”?

A estatal federal Eletrobras valorizou 23% esta semana, mesmo após o presidente Jair Bolsonaro avisar que iria interferir no setor elétrico, mas ninguém atribuiu a essa atitude a valorização …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Correios e seu passivo de R$ 14 bilhões já vão tarde

A privatização da estatal Correios é tão necessária quanto urgente e, por essa razão, o ministro Fábio Faria (Comunicações) deflagrou o processo ontem levando o projeto de lei ao Congresso. Em …


Exclusivo
Cláudio Humberto

“Crise” na Petrobras tem sinais de manipulação

A histeria provocada pela substituição do presidente da Petrobras foi tão exagerada que logo se perceberam sinais de manipulação no mercado, com corretoras de valores e bancos de investimentos …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Petrobras precisa enfrentar concorrência, diz Delfim

A Petrobras se locupleta da lógica do mercado, sobretudo para se blindar de “interferências”, mas não se submete à lei de mercado mais saudável e preciosa: a concorrência. Do alto de sua …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados