search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Deu aula!
Gilmar Ferreira
Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira


Deu aula!

Dos 14 jogadores utilizados pelo Manchester City ontem nos 2 a 0 sobre o PSG, com gols do franco-argelino Mahrez, apenas três eram ingleses. Do outro lado, dos 16 que foram a campo com a camisa do time de Neymar, só dois eram franceses. Ou seja: dos 30 jogadores que se exibiram no gramado do Etihad Stadium, encharcado pela chuva de granizo, 25 eram estrangeiros.

A vitória que levou o time de Pep Guardiola à final da Liga dos Campeões contra o adversário que sairá do confronto que termina hoje, em Londres, entre Chelsea e Real Madrid (os primeiros 90 minutos terminaram 1 a 1) mostrou que a ocupação do campo do adversário, se bem executada, nivela as forças individuais e traz a discussão para o jogo coletivo.

Nos 2 a 1 de virada, no primeiro jogo, no Parque dos Príncipes, a dupla Neymar e Mbappè pouco viu a bola. O quarteto ofensivo do City (Phil Foden, Bernardo Silva, De Bruyne e Mahrez), sufocou a saída de bola do time francês, e anulou a estratégia de Maurício Pochettino.

O PSG fez um gol em cobrança de córner e suas melhores chances foram nas bolas paradas.

No confronto de ontem, sem Mbappè, o treinador argentino tentou fazer com que Neymar acionasse Di Maria e Icardi, mas o gol de Mahrez logo aos 11 minutos pareceu quebrar o cognitivo coletivo do PSG.

Do outro lado estava um conjunto determinado, muito bem treinado por Pep Guardiola, a nos ensinar que o futebol é um jogo de sistemas. E o dele é difícil de ser superado!

Vazou
Nascido no Camorim, bairro da Zona Oeste, o talentoso Talles Magno sempre que pode visita os amigos do bairro onde foi criado. Hoje, graças a seu talento, o meia-atacante vascaíno mora numa bela residência no Recreio - distante poucos quilômetros do lugar.

Aos 18 anos, ele tem todo o direito de curtir sua meninice. Mas precisa de conselhos. E urgente!

Houve queda de produção em campo na última temporada e perda de prestígio com técnicos e torcedores.

Agora corre pelas redes um vídeo em que aparece soltando pipa com amigos do bairro e entoando funk que faz apologia ao tráfico. Talles, que ainda se recupera de uma artroscopia no joelho, é apenas um menino. Mas já tem a maioridade.

É grandinho, portanto, para ser cobrado pelos seus atos. Precisa ter em mente que tem contrato de imagem em vigor e obrigações a cumprir — dentre elas, a de respeitar os códigos de conduta.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões...

Passaram-se cinco rodadas do Brasileirão e um dado específico da tabela de classificação me chama atenção: os dois primeiros colocados são de novo os times dirigidos por um português e por um …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

De olho no Maracanã...

O governador Cláudio Castro publicará nos próximos dias o edital de chamamento público para a licitação onerosa do Complexo do Maracanã – tecnicamente chamado de Procedimento de Manifestação de …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Nau a pique...

Décimo-quinto colocado na Série B do Brasileiro, com duas derrotas em casa em quatro jogos e a um ponto acima da zona de rebaixamento à Série C, o Vasco se vê próximo a ter de refazer o planejamento …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O básico

As críticas dos argentinos à qualidade dos gramados brasileiros trazem à luz um ponto crucial que tem sido deixado à margem na discussão sobre o futebol que se joga no Brasil. Tanto Lionel Messi, o …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões

É muito provável que a celeuma criada em torno da realização da Copa América no Brasil, com críticas à postura da comissão técnica e dos jogadores, possa fortalecer o trabalho do técnico Tite. Ao …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Clubes irão à CBF

Falta maturidade aos dirigentes do futebol brasileiro para discutir a relação com a CBF, algo que pareceu a contento sob a existência do Clube dos 13, entre 1987 e 2011. Por isso, a pretensão do …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Rebelde sem causa

É até certo ponto curiosa a queda de braços entre o Flamengo e a CBF, instituições que no ano passado se abraçaram para encarar as barreiras impostas ao futebol brasileiro pela pandemia da Covid-19. …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Sem negócio

Fui informado ontem de que não há negociação aberta entre Santos e Fluminense para cessão por empréstimo do meia Paulo Henrique Ganso, de 31 anos. Fonte muito boa me diz que até agora só há uma …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

Minhas impressões...

Há anos que não se via a CBF mergulhada numa crise institucional tão severa e vexatória. O afastamento de Rogério Caboclo da presidência pelas denúncias de assédios sexual e moral deu-se logo após a …


Exclusivo
Gilmar Ferreira

O encaixe perfeito

Carlos Alberto Parreira costuma dizer que o grande passo para a conquista do tetra, em julho de 1994, nos Estados Unidos, começou um ano antes, quando, às vésperas do confronto com a Venezuela, em …