search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Descarte Seguro dos Dados: Deletar não resolve!
Mundo Digital
Eduardo Pinheiro

Eduardo Pinheiro


Descarte Seguro dos Dados: Deletar não resolve!

(Arte: André Felix / AT)
(Arte: André Felix / AT)

A maioria das pessoas tem alguns dados que preferiria não compartilhar com terceiros - senhas, informações sensíveis, fotos pessoais, documentos de trabalho, registros financeiros, entre outros. Com todos esses dados migrando de forma maciça e irreversível para o ambiente digital, arquivos de texto, imagens e vídeos que armazenamos, diariamente, em dispositivos informáticos (computadores e smartphones) precisam de proteção para não pararem em mãos erradas.

A proteção dos arquivos que mantemos armazenados, quase sempre, é feita com senhas de acesso, técnicas de criptografia e outros bloqueios que mantêm nossos arquivos longe do alcance dos bisbilhoteiros de plantão.

Entretanto, o mesmo cuidado não existe em relação aos arquivos e dados que deletamos ou excluímos de nossos dispositivos. Faz parte do senso comum que, uma vez deletado e excluído da lixeira o arquivo fica a salvo de visualização por terceiros, pois, em tese, deixaria de existir.

Seu primeiro pensamento pode ser que, ao excluir o arquivo os dados desaparecem. Não é bem assim, quando você exclui um arquivo, o sistema operacional não remove fisicamente o arquivo do disco; ele remove apenas a referência do arquivo da tabela do sistema de arquivos. O arquivo permanece no disco, até que outro arquivo seja criado sobre ele e, mesmo depois disso, pode ser possível recuperar dados estudando os campos magnéticos na superfície do prato do disco.

Mas isso não quer dizer que não exista uma forma relativamente segura de descarte de dados. Muitos programas executam essa tarefa, sobrescrevendo dezenas de camadas de dados aleatórios no mesmo espaço em que estavam armazenados os arquivos deletados. Esse procedimento torna bastante improvável a recuperação daquelas informações ora excluídas.

Já para descartar de forma segura dados e informações armazenadas em CD ou DVD, o modo mais simples é quebrar essas mídias com as mãos. Mas, para evitar algum acidente, aconselha-se envolver o material em um plástico mais grosso, assim, não haverá riscos de perfurações e cortes.

Para os discos rígidos dos computadores existem algumas ferramentas de segurança avançada que permitem remover completamente os dados confidenciais ali armazenados. Uma das ferramentas mais utilizadas é o aplicativo ERASER, que possuí versão para computadores com o sistema operacional Windows.

Existem também aplicativos para o descarte com segurança dos dados confidenciais armazenados nos smartphones, o ANDROID DATA ERASER destaca-se, por ser um dos mais utilizados e melhor recomendado.

Enfim, agora você já sabe que os dados deletados podem facilmente serem recuperados. Sendo assim, crie o hábito de utilizar sempre um aplicativo de descarte seguro de dados, toda vez que você buscar se livrar de forma definitiva de suas informações confidenciais.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados