search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Democracia e fé. Ou a fé na democracia
Tribuna Livre

Democracia e fé. Ou a fé na democracia

A democracia é objeto de análise de inúmeros pensadores, desde Aristóteles, passando por Maquiavel e Montesquieu, além de muitos teóricos contemporâneos. Tratava-se, inicialmente, de um modo de distribuição e exercício do poder político que dependia da participação de um grupo de cidadãos – os eleitores.

No entanto, a compreensão atual de democracia não pode se restringir àquele aspecto, uma vez que a mera tomada de decisão sobre os rumos políticos do Estado pela maioria dos eleitores não encerra a noção plena do que se deve entender por democracia.

A democracia é mais do que uma sequência de eleições periódicas, é mais do que o “governo do povo”, é mais do que um artifício de retórica. Democracia é uma visão de mundo, um modo de vida, que aglutina o apreço às liberdades – econômica, de expressão, de associação, de pensamento, de crença etc.; e a real preocupação com as desigualdades de oportunidades.

Quem, por exemplo, não preza pela liberdade de imprensa, não consegue lidar respeitosamente com a divergência ideológica ou não se preocupa com o abismo existente entre os lucros imensos de certos setores econômicos e a miséria de parte da população.

Por mais que se autoproclame democrata, não alimenta efetivamente a fortaleza democrática, mas, pelo contrário, pode contribuir para o seu solapamento.

Quem não convive bem com a pluralidade de opiniões, não admite a possibilidade de estar equivocado em suas certezas ou não se conforma com o permanente contraditório de ideias. Pode ser qualquer coisa, menos um sujeito democrático.

É triste reconhecer que, nos últimos anos, em vários países, observa-se a (re)ascensão de movimentos conservadores e nacionalistas, em oposição às ideologias tidas como progressistas e globalizantes/universalistas.

O recrudescimento de ideologias autoritárias e a chegada ao poder de muitos líderes dessas correntes políticas tiraram das sombras da consciência os traços despóticos do cidadão comum, trazendo-os à luz do dia, em manifestações explícitas a favor da opressão, da tirania e da castração das caras liberdades públicas conquistadas ao longo de séculos de evolução ético-político-social.
Seria irônico, não fosse trágico, imaginar que esses pedidos de cerceamento da liberdade, uma vez realizados, implicariam a cassação do próprio direito de fazer tal manifestação.

Diante do quadro ameaçador à democracia, não resta alternativa que não seja resistir: dialogar, debater, formar opinião, promover os ideais democráticos, expor os contrassensos do autoritarismo, de maneira contínua e em todos os âmbitos possíveis. Não é tempo de sentir cansaço.

A democracia não pode esperar e depende da conduta de cada um. Parafraseando Freud, no curto e intenso ensaio intitulado “Sobre a transitoriedade”, reconstruiremos tudo o que esta época destruiu, e talvez em terreno mais firme e de forma mais duradoura do que antes.

Porque é para frente que se anda, que se olha, que se anseia. Atenção ao passado. Resiliência no presente. Fé no futuro.

Carlos Fonseca é magistrado e escritor.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Relacionamentos abusivos mais evidentes durante a pandemia

É significativo o aumento de casos de violência doméstica durante o isolamento social. Mas, infelizmente, a pandemia apenas traz à tona questões já presentes. É num momento de excesso ou modificação …


Exclusivo
Tribuna Livre

Peste, indiferença e luta

Quando a peste resolve sair de seu recôndito esconderijo e assombrar a humanidade, o desespero e a indiferença vêm na bagagem. Desespero porque, por mais pestes e guerras que já tenham havido na …


Exclusivo
Tribuna Livre

Racismo no Brasil não gera a mesma repercussão que nos EUA

Os casos no Brasil ligados a crimes de racismo não geram a mesma repercussão que há nos Estados Unidos e para isso há razões muito específicas que justificam a banalização da violência racial no …


Exclusivo
Tribuna Livre

Quem paga pensão tem o direito de saber como valores são gastos

Alicerçando-se nos princípios constitucionais da proteção integral da criança e do adolescente e da dignidade da pessoa humana, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) modificou entendimento até então …


Exclusivo
Tribuna Livre

Profissões em alta na pandemia influenciam mercado de estágio

A pandemia do coronavírus desestruturou o mercado de trabalho. Além do aumento do desemprego, que subiu para 12,6% no trimestre encerrado em abril deste ano, segundo dados do Instituto Brasileiro de …


Exclusivo
Tribuna Livre

Renda mínima universal no mundo onde não existe almoço grátis

De repente nos deparamos com emergência de saúde pública internacional, com graves consequências em nosso meio, ocasionando, dentre outras medidas visando minorá-las, a instituição de um auxílio …


Exclusivo
Tribuna Livre

Nos 50 anos do Tri, temos pouco futebol e muita maracutaia

Nesta semana comemoramos o aniversário de 50 anos do Tri. A Copa do Mundo do México, realizada em 1970, foi emblemática! O futebol brasileiro da época era inigualável, fazendo com que nossa seleção …


Exclusivo
Tribuna Livre

Segurança alimentar durante a pandemia é obrigação de todos

A pandemia imposta pela Covid-19 tem nos remetido ao passado, revisitando nossas lembranças de quando nossos pais repetiam diuturnamente para lavarmos as mãos, antes das refeições, de proteger a boca …


Exclusivo
Tribuna Livre

Sebastião Salgado e sua capacidade de nos inspirar

O fotógrafo Sebastião Salgado, ao lançar a Carta Aberta ao Governo Brasileiro, subscrita por personalidades nacionais e internacionais, traduziu a preocupação planetária frente ao risco da entrada do …


Exclusivo
Tribuna Livre

Pandemia do coronavírus transforma o São João

Celebradas no Brasil desde, pelo menos, o século XVII, as festas juninas constituem a segunda maior comemoração realizada pelos brasileiros, ficando atrás apenas do Carnaval. De acordo com os …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados