search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Covid: Idoso de 88 anos está internado há mais de 3 meses em UTI no Estado

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Covid: Idoso de 88 anos está internado há mais de 3 meses em UTI no Estado


No Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, uma unidade referência para tratamento de Covid-19, o paciente que está há mais tempo internado tem 88 anos e permanece na UTI desde 25 de maio (Foto: Thiago Coutinho / 28/02/16)
No Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, uma unidade referência para tratamento de Covid-19, o paciente que está há mais tempo internado tem 88 anos e permanece na UTI desde 25 de maio (Foto: Thiago Coutinho / 28/02/16)

No Sistema Único de Saúde (SUS), a média de internação dos pacientes com Covid-19 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Estado é de oito dias, de acordo com o Epimed, um sistema de gestão e análise de indicadores utilizado pelos principais hospitais do Brasil.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, uma unidade referência para tratamento de Covid-19, o paciente que está há mais tempo internado tem 88 anos e permanece na UTI desde 25 de maio.

Em abril, a Sesa chegou a informar à reportagem que a média de internação em UTI por Covid-19 estava sendo de 6,5 dias. Ou seja, ao contrário da rede privada, o indicador aumentou no SUS.

Ainda no mês de abril, o paciente internado por mais tempo na rede estadual se tratava de uma mulher, que estava hospitalizada desde 28 de março, sendo tratada com hidroxicloroquina.

Associação

De acordo com a Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib), o tempo médio de permanência de um paciente em UTI num hospital público gira em torno de seis dias. Pacientes graves infectados pelo novo coronavírus ficam entre 14 e 21 dias na UTI.

Portanto, com base nos números da associação, a média capixaba, tanto na rede estadual, quanto na privada, é positiva.

Não à toa, a Sesa iniciou um processo de reservação do perfil hospitalar da rede estadual, direcionando vagas até então represadas para atender Covid-19 para atender pacientes com outras doenças.

Um exemplo é o Hospital Dório Silva, na Serra, onde foram liberados 14 leitos de UTI.

Se o indicador de ocupação de leitos não chegar à marca de 80%, será possível continuar liberando novas vagas, segundo o governo.

A ocupação de leitos de UTI para pacientes com Covid-19 estava ontem em 71,73% (com 665 disponíveis). Já os de enfermaria estavam com 58,63% de ocupação (672 livres).


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados