search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Corte de servidor não é descartado
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Corte de servidor não é descartado

O governador apresentou ontem um pacote de medidas em resposta à previsão de queda de receitas dada a crise do novo coronavírus. Segundo cálculos da Secretaria da Fazenda, o Estado deve deixar de arrecadar cerca de R$ 3,4 bilhões nesse ano.

Entre as medidas, estão o contingenciamento de R$ 660 milhões no custeio, R$ 700 milhões dos royalties e R$ 230 milhões de reversão dos fundos, chegando a R$ 1,59 bilhão.

Para chegar aos R$ 3,4 bilhões, porém, o governo depende da negociação com os chefes de outros poderes (R$ 651 milhões) e do repasse de recursos do governo federal.

Questionado se o governo poderia tomar atitudes mais extremas, como corte de comissionados, o secretário da Fazenda, Rogélio Pegoretti, admitiu. “A depender do agravamento da crise e da execução do Orçamento, não podemos descartar nenhuma medida. Depende da resposta de Bolsonaro ao PLP 39 (auxílio ao município mediante contrapartidas)”, disse.

Essenciais de fora
As únicas secretarias que ficam de fora das medidas de contingenciamento são as de serviços essenciais, como Saúde, Segurança, Ação Social e a de Justiça – por conta do sistema prisional. As demais vão sentir o corte da tesoura em contratos de locação de imóveis e veículos, licitações, corte em horas extras e carga horária de trabalho.

Nos passos do pai
Como o calendário eleitoral ainda não foi alterado, as articulações visando a eleição continuam. Em Sooretama, o ex-prefeito de três mandatos Esmael Loureiro (PP) é pré-candidato. Mas se ele não disputar, seu grupo político não ficará órfão: a aposta será no filho, Álvaro Loureiro, o Gugu. Engenheiro e empreendedor, ele é presidente municipal do PSD.

“Onde estavam trancadas?”
Na videoconferência “Diálogos, Vida e Democracia”, ontem, com os governadores do Espírito Santo, do Maranhão, Amapá e Pará, o governador da Bahia, Rui Costa, desabafou sobre os ataques que se tornaram comuns nas redes sociais. “Em 57 anos, nunca tinha visto manifestações com tanto ódio. Onde estavam trancadas essas pessoas?”

Bruno Lamas na liderança
O deputado estadual Bruno Lamas vai assumir a liderança do PSB na Assembleia. A decisão foi tomada em consenso após conversar com os outros dois deputados do partido, Dary Pagung – que tem interesse em ser líder do governo na Ales – e Sergio Majeski.
Ele assume a liderança após a saída de Eustáquio de Freitas, que voltou para a suplência, e acumulava a liderança do partido e do governo.

Promotor dá 5 dias para Cleber Felix se explicar
O Ministério Público do Estado deu cinco dias para o presidente da Câmara de Vitória, Cleber Felix, responder às recomendações de se abster de entrar em repartições públicas sem “anuência de responsável” e de utilizar servidores da Câmara “em proveito próprio”. Determinou ainda que Cleber encaminhe ao MP-ES provas de irregularidade nas cestas básicas armazenadas na Secretaria de Obras de Vitória. Cleber registrou boletim de ocorrência contra a prefeitura alegando suposto desvio na doação das cestas para fins políticos.

Galeria

Presidente x prefeito I
Na última segunda-feira, Cleber Felix foi à Secretaria de Obras com o procurador da Câmara e exigiu entrar. Ele alegou que havia recebido uma denúncia de desvio de cestas básicas. Trinta cestas estavam no local.

Presidente x prefeito II
A Prefeitura de Vitória denunciou Cleber Felix por abuso de autoridade. A Câmara informou que ainda não foi notificada sobre a recomendação do Ministério Público Estadual.

Sem bloqueio aos R$ 600
Em ato normativo, o Tribunal de Justiça recomendou aos magistrados que zelem para que o auxílio emergencial a autônomos não seja penhorado. Se houver penhora, o bloqueio deverá ser em 24 horas.

Vaquinha eleitoral online
Já tem pré-candidato passando o pires e pedindo doações.
 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados