X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Vila Velha lidera casos de coronavírus entre moradores de rua

| 30/11/2020 13:19 h

Infectologista Luís Henrique Borges: vulnerabilidade do morador de rua
Infectologista Luís Henrique Borges: vulnerabilidade do morador de rua |  Foto: Divulgação

Vila Velha é o município do Estado com o maior número de casos confirmados e óbitos por Covid-19 de pessoas em situação de rua. Na cidade, houve 208 casos registrados e oito mortes dessa população, até ontem.

A Serra tem o segundo maior número de confirmados. Até ontem, foram 116 casos e uma morte.
No Estado, ao todo, foram 987 casos registrados, 23 óbitos de pessoas em situação de rua e 3.569 testes realizados.

O infectologista Luís Henrique Borges pontuou que nem sempre estar na rua é sinônimo de risco.

“A Covid-19 não está na rua, mas sim nas pessoas, e o círculo de relações sociais dessa população é muito pequeno. Às vezes, a Covid está dentro de casa, com o filho que foi para o bar e voltou”, disse.

Para o médico, essa população é mais vulnerável a doenças, de uma forma geral, por terem um nível nutricional mais baixo e estar mais propícia ao uso de drogas, o que afeta o sistema imunológico.

A infectologista Martina Zanotti disse que as pessoas em situação de rua são mais vulneráveis porque não têm os cuidados básicos de higiene. “Eles não têm acesso, toda hora, à higienização das mãos, além de ficarem em um espaço pequeno, aglomerado, e não terem tanto acesso à informação”, afirmou.

A Prefeitura da Serra informou que ampliou os serviços à população em situação de rua. “O município tem cinco abrigos que funcionam no esquema de isolamento social, 24 horas. Também é ofertado aluguel social, em casos específicos”.

A Prefeitura de Vila Velha afirmou que apenas uma pessoa com sintomas da Covid-19 foi identificada e que a equipe de atendimento monitora pessoas em situação de rua desde o início da pandemia.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS