X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Taxa de isolamento do final de semana foi a pior em mais de um mês

| 15/06/2020 18:57 h | Atualizado em 15/06/2020, 19:25

Grupo pratica voleibol na praia da Curva da Jurema, em Vitória, neste domingo (14)
Grupo pratica voleibol na praia da Curva da Jurema, em Vitória, neste domingo (14) |  Foto: Beto Morais/AT

O Espírito Santo alcançou, neste final de semana, a segunda pior média de isolamento social desde que o monitoramento começou a ser feito por conta da pandemia do novo coronavírus. Levando em consideração os índices de sábado (13) e domingo (14), a média de isolamento foi de 51,38% no Estado. 

A pior média de isolamento social foi alcançada no fim de semana de 9 e 10 de maio, quando 51,25% dos capixabas ficaram em casa no sábado e domingo. 

No final de semana, precedido por um feriado e ponto facultativo no serviço público, o que se viu pelas praias e calçadões da Grande Vitória foram pessoas caminhando, praticando esportes e tomando banho de mar mesmo após os pedidos do governo para que ficassem em casa

Os dados do Painel de Isolamento, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), mostram que, no sábado (13), o índice de isolamento social entre os capixabas registrou 49,04%, a pior marca desde abril, quando o levantamento começou a ser feito. 

No domingo (14), essa taxa foi de 53,73% - a segunda pior para um domingo desde o início da pesquisa. A pior marca foi registrada em 10 de maio com 53,14%. 

Os municípios capixabas alcançaram essa baixa média uma semana depois de atingiram o melhor índice de isolamento em um final de semana. Nos dias 6 e 7 de junho, a média foi de 55,24%.

Vale lembrar que a taxa de isolamento dos municípios é um dos fatores que ajudam na elaboração do mapa de gestão de risco para contágio pelo novo coronavírus. 

Além do isolamento, são levados em conta ainda o coeficiente de incidência da doença, a taxa de letalidade do vírus e a quantidade de pessoas idosas na cidades capixabas. Tudo isso observada a ocupação dos leitos de UTI. 

Segundo o governo, se esse índice atingir 91% no Estado, as cidades vão ser classificadas como risco extremo e medidas para o fechamento total, o chamado lockdown, serão tomadas. 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS