X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Serra vai retirar túneis de desinfecção dos terminais da cidade

| 13/05/2020 20:38 h | Atualizado em 13/05/2020, 20:57

A Prefeitura da Serra vai retirar os túneis de desinfecção instalados nos terminais Carapina, Laranjeiras e Jacaraípe. A retirada atende a determinação da Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Ceturb-ES). A medida tem como base em uma decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Na decisão publicada na quinta-feira (7), a Anvisa afirma que "não foram encontradas evidências científicas de que o uso dessas estruturas para desinfecção seja eficaz no combate ao SARS-Covid-19, podendo, diante de novos estudos, ser modificado este posicionamento a qualquer momento".

Por nota, a Ceturb-ES afirma que está em constante contato com a Vigilância Sanitária Estadual e segue os protocolos estabelecidos pelo órgão. Por isso, solicitou à Prefeitura da Serra a retirada dos equipamentos dos terminais, mesmo entendendo que as prefeituras também têm seus protocolos sanitários.

Túnel de desinfecção instalado no Terminal de Carapina, na Serra.
Túnel de desinfecção instalado no Terminal de Carapina, na Serra. |  Foto: Beto Morais

Já prefeitura explica que irá atender a decisão " á que os espaços são de propriedade e responsabilidade do governo do Estado". No entanto, reitera que o produto não faz mal à saúde, por isso vai manter em funcionamento as estruturas localizadas nas três Unidades de Pronto Atendimento (UPA) da Serra. 

As unidades de pronto atendimento onde o equipamento estão instalados são as de Castelândia, Carapina e Serra-Sede. O município também conta com uma unidade itinerante, para percorrer bairros da cidade.

Ao jornal A Tribuna, a Anvisa destacou que o uso dessas estruturas pode produzir efeitos adversos à saúde, pois os produtos químicos supostamente utilizados foram aprovados para desinfecção exclusiva de superfícies, não de seres humanos.

"Na concentração em que é pulverizado e de acordo com o tempo de exposição, que é reduzido, o dióxido de cloro (CLO2), estabilizado em solução aquosa a 7%, não oferece risco à população. Além disso, o produto é classificado como não perigoso pelo sistema de classificação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT0)", explica a nota da prefeitura encaminhada à imprensa.

Leia a nota da pefeitura da Serra na íntegra: 

"A Prefeitura da Serra, por determinação da Ceturb, vai retirar os túneis de desinfecção dos terminais de Carapina, Laranjeiras e Jacaraípe, já que os espaços são de propriedade e responsabilidade do governo do Estado.

A prefeitura reitera, no entanto, que o produto não faz mal à saúde, por isso vai manter em funcionamento as estruturas localizadas nas três Upas da Serra. Na concentração em que é pulverizado e de acordo com o tempo de exposição, que é reduzido, o dióxido de cloro (CLO2), estabilizado em solução aquosa a 7%, não oferece risco à população. Além disso, o produto é classificado como não perigoso pelo sistema de classificação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Importante destacar que o parecer técnico da Secretaria de Saúde anexado ao ofício da Ceturb não cita o dióxido de cloro (CLO2), estabilizado em solução aquosa a 7%, entre as substâncias que prejudicam a saúde e não têm eficácia, segundo a Anvisa.

Antes de adquirir o produto, a prefeitura checou todos os laudos fornecidos pelos laboratórios certificados que avaliaram o produto e o liberaram em diversos testes, inclusive os de toxicidade e eficácia. Os laudos foram emitidos pelo laboratório Bioagri Company e pelo laboratório alemão Labor Enders.

A Prefeitura da Serra reitera seu compromisso e cuidado com a população, por isso o túnel é apenas uma das medidas de combate ao novo coronavírus. A prefeitura já distribuiu mais de 200 mil máscaras e 150 mil kits de limpeza, contendo sabão, sabonete e água sanitária para os moradores. Está distribuindo máscaras nas filas da Caixa Econômica e realiza fiscalizações diárias nos comércios que não têm autorização para abrir nos dias determinados, dentre outras medidas visando diminuir o contágio do novo coronavírus na cidade.

Além disso, a partir da próxima segunda-feira, dia 18, a UPA de Castelândia passa a ter atendimento exclusivo para pacientes do novo coronavírus, ampliando em 22 o número de leitos para pacientes intermediários. Em uma parceria com o governo do Estado, a mesma UPA deverá receber mais 30 novos leitos em tendas de campanha a serem implantadas no estacionamento interno da unidade de saúde, totalizando assim 52 novos leitos".

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS