X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

“Se não conseguirmos conter nova onda, podemos aumentar as restrições", diz governador

| 11/03/2021 11:28 h

O Brasil segue batendo recordes no número de mortes e casos confirmados de Covid-19, o que levou diversos estados e municípios a tomarem medidas mais restritivas. Além disso, o sistema de saúde de alguns desses estados colapsou e os pacientes ficaram sem vagas em hospitais.

O governador Renato Casagrande demonstrou preocupação pelo avanço da doença e disse que, “se não conseguirmos conter essa nova onda de infecções com medidas de distanciamento social, como o uso de máscara e evitando aglomerações, talvez tenhamos que aumentar as restrições comerciais e sociais. Não é o que queremos. Estamos vendo isso acontecer em outros 20 estados, porém, seguimos aqui sob controle”.

Durante evento que marcou o começo da vacinação de idosos com 75 anos ou mais, Unidade de Saúde de Vila Bethânia, em Viana, na manhã desta quinta-feira (11), o governador destacou a importância de se imunizar.

“Se recebermos mais vacinas, podemos vacinar todos e iniciar a faixa etária acima dos 70 anos. As vacinas chegam aos poucos, mas estamos nos esforçando para chegar às pessoas, para que possamos imunizar e impedir o crescimento da circulação do vírus”, afirmou.

Idosos a partir de 75 anos foram vacinados
Idosos a partir de 75 anos foram vacinados |  Foto: Hélio Filho/ Secom

Quem tomou a primeira dose nesta quinta já começou a idealizar dias melhores. “Devido ao isolamento social, acabei ficando mais distante da minha irmã. Mas, depois que estiver totalmente imunizada, quero poder visitá-la e matar essa saudade”, comentou a idosa Lindalva Miranda dos Santos, 76 anos.

Já Maria de Lourdes Fernandes, 75 anos, teve dificuldade em controlar a ansiedade para o tão esperado momento. “Eu quase não dormi essa noite esperando para este momento. Ontem o agente de saúde foi à minha casa para informar sobre a vacina e não me contive, saí ligando para toda família”, contou.

Joselino Pereira, 75 anos, também recebeu a notícia com alegria. “Quero poder voltar a visitar meus amigos e resolver minhas coisas. Essa vacina vai nos trazer liberdade!”, explicou.

“Espero que todos possam ser vacinados logo e que a nossa rotina volte ao normal. É muito importante estarmos aqui hoje sendo vacinados. Estamos nos protegendo e cuidando do próximo”, relatou Cláudia Furlani, 76 anos.

Na quarta (10) o Estado recebeu 50.200 mil doses de CoronaVac. “Além do envio de imunizantes aos municípios com o quantitativo de 15% da D1 para iniciar a vacinação de idosos de 75 a 79 anos (66.902 de população total); serão encaminhadas doses para completar 100% da D1 de idosos de 80 a 84 anos (atual cobertura de 81%); doses para completar 100% da D2 de idosos de 90 anos ou mais; e 3% de D1 para trabalhadores da saúde, totalizando 94% de cobertura”, explicou a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).
 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS