X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Passaporte da vacina será pedido em bares, restaurantes e shows

Representantes do setor empresarial assinaram termo de compromisso com o governo

Leone Oliveira | 27/01/2022 16:39 h | Atualizado em 27/01/2022, 17:11

O passaporte de vacinação será pedido em todos os lugares, incluindo bares, restaurantes, academia e shows, independente da classificação de risco da cidade. O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande, na tarde desta quinta-feira (27), após o governo e representantes de atividades empresariais assinarem o Termo de Compromisso de Combate à Pandemia, no Palácio Anchieta, em Vitória. 

Segundo o chefe do Executivo, o documento tem três pilares principais que são a vacinação, a ampliação da testagem e o cumprimento de protocolos, como o uso de máscara. O pedido começa a valer na próxima segunda-feira (31).

"O passaporte da vacinação, independente da classificação de risco do município, será uma exigência para todos os setores em que a pessoa tem que tirar a máscara para consumir uma bebida ou comida. Já é uma exigência para shows e eventos, mas não era para restaurantes e bares", explicou o governador.

Desta forma, acaba a limitação nas cidades de risco moderado para a transmissão da covid-19  para que bares e restaurantes funcionem até as 22 horas, de segunda a sexta, e até as 16 horas, no sábado e domingo. Esse era o caso de Serra e Vila Velha, nesta semana.

O pedido da vacinação só não será cobrado em lojas comerciais, pois nesses locais o uso de máscara é obrigatório, lembrou Casagrande.

Já no caso de estabelecimentos próximos a locais abertos, como praias, a fiscalização terá um caráter educativo para orientar as pessoas a como baixar o documento e a sempre o terem, além de conversar com os comerciantes para que peçam o documento. 

Além disso, os representantes dos setores empresariais se comprometem a adotar medidas para incentivar a vacinação para o covid-19 de seus funcionários, de seus clientes e da sociedade em geral e a observar o uso de máscaras nos estabelecimentos empresariais e a necessidade de reforço das boas práticas e a observância dos procedimentos de higienização.

Mudanças para shows em risco moderado 

O governador também anunciou mudanças para a realização de shows nas cidades classificadas como risco moderado. 

"No risco moderado, continua a ser 50% da capacidade e continua 1.200 pessoas para ambientes fechados e 2 mil pessoas para shows em ambiente aberto. Para risco moderado tem essa limitação para shows e eventos", explicou.

Já no risco baixo, segue a regra de 50% da capacidade para ambientes fechados e abertos. 

Em relação aos eventos sociais, esportivos, corporativos e afins, os estabelecimentos deverão respeitar o limite de público de 50% da capacidade de ocupação do espaço, no limite máximo de 1.200 pessoas. 

 Sindibares diz fim das restrições de horário era pedido do setor

O Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares do Estado do Espírito Santo (SindBares) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) no Espírito Santo disseram que o fim das restrições de horário era um pleito das entidades. Confira a nota.

"O SindBares e Abrasel no Espírito informam que, em negociação com o Governo do Estado, o executivo entendeu como necessária a implementação em caráter educativo do comprovante da vacina, para a liberação de horários de funcionamento do setor.

Vale destacar que o fim das restrições de horário de funcionamento era um pleito do setor e é fundamental para a sustentabilidade e viabilidade econômica dos estabelecimentos. Informamos que bares e restaurantes terão um papel educativo nessa fase da pandemia, a fim de apoiar no incentivo à imunização da população".

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS