Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Municípios fazem mutirão para vacinar crianças contra a covid

O objetivo ainda é poder acelerar a vacinação infantil em virtude do início do ano letivo, em fevereiro.

Anny Freire | 27/01/2022 21:05 h

Imagem ilustrativa da imagem Municípios fazem mutirão para vacinar crianças contra a covid
 

Com objetivo de ampliar a vacinação de crianças no Espírito Santo, a Secretaria da Saúde (Sesa) orientou e solicitou aos 78 municípios a realização de um novo mutirão de vacinação contra a Covid-19, que se inicia nesta sexta-feira (28) e vai até o sábado (29).

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, o mutirão é resultado da pactuação feita na última reunião semanal da Sesa com os municípios. “É uma grande oportunidade para avançar rapidamente na vacinação dos nossos filhos. Faço aqui um apelo: vacinem seus filhos”.

Segundo levantamento das regionais de Saúde Central/Norte, Sul e  Metropolitana, a expectativa é que as cidades apliquem cerca de 23 mil doses no público de 5 a 11 anos de idade. Com uma média de mais de 11 mil doses por dia, poderá superar a média diária que o Estado vem apresentando deste público, que é de cerca de 3 mil doses, segundo dados da Plataforma Vacina e Confia.

O objetivo ainda é poder acelerar a vacinação infantil em virtude do início do ano letivo, em fevereiro. Já as definições sobre agendamento, horários e locais devem ser buscados com as prefeituras. 

No Estado, cerca de 26.400 doses já foram aplicadas nesta faixa etária, que contém um público de 393.089 crianças. No último fim de semana, a Secretaria encaminhou aos municípios o ofício orientando sobre a ampliação da vacinação contra a Covid-19 de crianças, seguindo as seguintes recomendações: 

- Vacinar crianças de 5 anos de idade e as crianças de 5 a 11 anos imunossuprimidas com a Pfizer pediátrica;

- Priorizar a vacinação de crianças de 6 a 11 anos com doses da Coronavac;

- Vacinar os adolescentes de 12 a 17 anos de idade com a Coronavac ou Pfizer adulto;

- Vacinar os adolescentes de 12 a 17 anos de idade imunossuprimidos com a Pfizer adulto.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS