X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Indústrias capixabas e de outros 4 estados negociam compra de até 5 milhões de vacinas contra Covid

| 24/03/2021 18:25 h

Dose de vacina contra a Covid-19
Dose de vacina contra a Covid-19 |  Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

A Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) negocia a compra de até 5 milhões de doses da vacina contra a Covid-19. De acordo com a entidade, a aquisição é feita numa parceria com as federações das indústrias de Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina e Ceará. 

A presidente da Findes, Cris Samorini ,informa que a negociação da compra de 3,5 milhões a 5 milhões de doses de vacina. Caso o acordo seja concretizado, os imunizantes podem chegar ao Estado em até três semanas.

Esse processo está sendo discutido com um fundo que adquiriu quase 100 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 produzidas na Europa. Desse total, 60 milhões ainda estão disponíveis à venda.

"Essas vacinas serão destinadas, a princípio, ao Sistema Único de Saúde (SUS), como determina a legislação federal (Projeto de Lei PL 534/2021). Elas serão usadas na vacinação dos grupos prioritários, definidos pelo Ministério da Saúde", informa Samorini.

Após essa fase, metade dos imunizantes poderá ser usada pela iniciativa privada e a outra metade será remetida ao SUS, como estabelece a Lei.

Na última segunda-feira (22), a Findes realizou o credenciamento do profissional que irá representar o Espírito Santo nas negociações junto a esse fundo. "Por confidencialidade das negociações, até o final do acordo, o nome do fundo e do laboratório fabricante não podem ser divulgados", disse ela.

A presidente ressalta que este é um esforço conjunto entre Federações para acelerar a vacinação de toda a sociedade. 

'Entendemos que a imunização da população é essencial para preservar vidas e empregos. Ela possibilitará a plena retomada da atividade econômica. A vacinação em massa e o cumprimento dos protocolos sanitários é o único caminho que temos para conter o vírus", frisa.

Além da aquisição da vacina, a Findes ainda tem feito contato com a Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) para apoiar a Secretaria de Saúde do Espírito Santo (Sesa) na aquisição dos chamados Elmos, ou capacetes de respiração assistida.

Esse dispositivo não invasivo evita a intubação e suas consequências em cerca de 50% a 60% dos casos, reduz custo hospitalar e pode ser usado nas UPAs e UTIs. Além disso, também pode ser reutilizado, desde que esterilizado, e diminui o risco de contaminação dos profissionais de saúde.
 

.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS