Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Governo estuda tratar a Grande Vitória como uma única cidade no Mapa de Risco

| 13/03/2021 17:16 h | Atualizado em 13/03/2021, 18:06

O próximo mapa de risco do Espírito Santo para contágio do novo coronavírus pode apresentar mudanças em sua metodologia. O governo estadual analisa a possibilidade de tratar a Grande Vitória como um único município, estabelecendo as mesmas restrições para as cinco cidades.

No mapa divulgado nesta sexta-feira (12), Vila Velha e Serra foram classificadas como cidade em risco alto para o contágio, enquanto Viana, Vitória e Cariacica estão em risco moderado. Aplicada a nova metodologia, todas as cindo cidades teriam que adotar as restrições de risco alto.

Neste caso, toda a região Metropolitana teria que suspender aulas presenciais nas escolas, restringir o horário de funcionamento do comércio, proibir eventos e fechar espaços de lazer.

De acordo com o secretário de Governo Gilson Daniel, o governo do EStado vai dialogar sobre esse assunto durante a semana com entidades representativas do comércio e setor produtivo. Segundo ele, o atual Mapa de Risco sofreu uma mudança muito grande em relação a última semana, o que gerou a necessidade dessa discussão.

"De uma semana para outra o mapa teve uma alteração muito forte, passamos de uma para 17 cidades com risco alto. Já não temos nenhuma cidade com risco baixo. O governo vai dialogar com as entidades para chegarmos a um entendimento. Chamamos isso de conurbação, quando cidades limítrofes passam a sofrer da mesma realidade, e é o caso da Grande Vitória", afirmou Gilson Daniel.

O governador Renato Casagrande se reuniu, na manhã deste sábado (13), com prefeitos capixabas e com representantes do Ministério Público (MPES). Durante esse encontro da Sala de Situação, que aconteceu de forma virtual, o chefe do Executivo Estadual pediu união de todos para o enfrentamento da pandemia.

Além de Vila Velha e Serra, outras 15 cidades capixabas passam a partir de segunda-feira (15), a serem classificadas como risco alto: Afonso Cláudio, Águia Branca, Aracruz, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Ibatiba, João Neiva, Muqui, Pedro Canário, Piúma, Presidente Kennedy, Santa Teresa e Vila Pavão.

Nesses municípios, escolas terão que suspender aulas presenciais e ter apenas aulas remotas, bares e restaurantes não podem funcionar e o comércio trabalha com limitação de horário e não funciona nos finais de semana.

Uma alteração feita pelo governo é que, a partir de agora, as cidades no risco alto ficam nesse grupo por duas semanas. Até então, os municípios eram reavaliados a cada semana, podendo assim uma cidade sair da cor vermelha e ir para a amarela (grupo moderado), em um intervalo de 7 dias.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS