X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Governador critica vistoria de deputados no Dório Silva: "Sem cuidados necessários"

| 13/06/2020 12:50 h

Hospital Dório Silva: meta do  Estado é desafogar a unidade, que é referência para  pacientes com  Covid-19
Hospital Dório Silva: meta do Estado é desafogar a unidade, que é referência para pacientes com Covid-19 |  Foto: Leone Iglesias - 02/01/2018

Sem citar nominalmente os deputados estaduais que realizaram uma vistoria na sexta-feira (12)  no hospital Dório Silva, na Serra, o governador Renato Casagrande mencionou o episódio dizendo que "pessoas entraram sem os cuidados necessários".

Os deputados Carlos Von (Avante), Vandinho Leite (PSDB), Danilo Bahiense (PSL), Capitão Assumção (Patriota), Torino Marques (PSL) e Lorenzo Pazolini (Republicanos) decidiram fazer, por conta própria, uma vistoria no hospital estadual na sexta-feira (12). Lá, ficaram por cerca de duas horas.

O presidente Jair Bolsonaro pediu na quinta-feira (11) aos seus seguidores nas redes sociais que filmem o interior de hospitais públicos e de campanha para averiguar se os leitos de emergência estão livres ou ocupados.

Segundo o deputado Pazolini, a iniciativa se deu após algumas denúncias apontarem falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPI'S). Os parlamentares também decidiram apurar se de, fato, todos os leitos das unidades de tratamento intensivo (UTI), estavam ocupados.

“Constatamos que não há vagas de UTI disponíveis. Os profissionais não estão recebendo máscaras adequadas, segundo a normativa, ela precisa ser a N95, já que oferece uma proteção melhor”, contou Pazolini.

Segundo o deputado, também falta um tipo de medicamento usado em casos de sedação de pacientes, no local. “É o Fentanil. Segundo os profissionais, é uma medicação muito importante que só tem uma reserva mínima que não deve dar nem para hoje”, disse.

A Secretaria de Estado da Saúde manifestou "repúdio à invasão das instalações do Hospital Dório Silva".

"É inadmissível esse tipo de atitude, no momento em que o Espírito Santo, o País e o mundo enfrentam a mais grave crise de saúde em nossa geração. Mais grave é o fato de que tal atitude foi insuflada por uma declaração irresponsável do chefe da Nação. Tal atitude intempestiva por parte dos invasores colocou em risco pacientes e servidores, já que estes indivíduos quebraram todo tipo de protocolo sanitário, transitando em alas destinadas a pacientes com Covid e alas de outras enfermidades", disse a pasta, por nota.

Críticas ao governo federal

Em pronunciamento neste sábado (13), Casagrande voltou a criticar a gestão Jair Bolsonaro. Ele disse que o governo federal não conseguiu coordenar o enfrentamento à pandemia. "Essa ausência nos cria muitas dificuldades e aumenta em muito o nosso trabalho".

Ele disse que pede que a população aumente o distanciamento social, mas o presidente Bolsonaro "tem um comportamento completamente diferente".

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS