Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Filha diz que Olavo de Carvalho morreu de covid

Segundo uma equipe do escritor, ele recebeu o diagnóstico de covid-19 no dia 15 de janeiro

Amanda Drumond | 25/01/2022 12:17 h | Atualizado em 25/01/2022, 13:19

Imagem ilustrativa da imagem Filha diz que Olavo de Carvalho morreu de covid
 

A filha de Olavo de Carvalho, Heloísa de Carvalho, afirmou que o pai morreu em decorrência da covid-19. A nota do falecimento divulgada pela família não informou a causa do óbito.

Rompida com o pai e crítica do presidente Jair Bolsonaro, Heloísa escreveu em rede social que havia perdido uma amiga querida pela doença no mesmo dia em que Olavo havia dito que não havia uma morte causada pelo coronavírus no país.

Olavo morreu nesta segunda-feira (24), aos 74 anos, nos Estados Unidos. O escritor sempre foi um dos principais porta-vozes em suas redes sociais dentre aqueles que contestam os dados sobre mortes e infectados pelo coronavírus e um símbolo do movimento negacionista no país.

"O medo de um suposto vírus mortífero não passa de historinha de terror para acovardar a população e fazê-la aceitar a escravidão como um presente de Papai Noel", disse Olavo, por exemplo, em 2020.

"Olavo morreu de Covid, não tem como eu sentir grande tristeza pela morte dele, mas também não estou feliz. Sendo sincera comigo e meus sentimentos", escreveu.

O escritor morava nos Estados Unidos e estava hospitalizado, segundo a nota oficial da família, em um hospital em Richmond, na Virginia, EUA. De acordo com administradores do grupo do Telegram que reúne os seguidores do ideólogo bolsonarista, ele recebeu o diagnóstico de covid-19 no dia 15 de janeiro.

A mensagem sobre o diagnóstico da doença foi compartilhada depois de Olavo ter cancelado por duas semanas consecutivas as lives que transmite para os assinantes pagos de seu curso online de filosofia.

A morte foi anunciada pela família nos perfis oficiais do escritor nas redes sociais. Foi também confirmada à Folha pelo cineasta Josias Teófilo, próximo a Olavo. Ele deixa a mulher, Roxane, oito filhos e 18 netos.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) lamentou o falecimento. "Nos deixa hoje um dos maiores pensadores da história do nosso país, o filósofo e professor Olavo Luiz Pimentel de Carvalho. Olavo foi um gigante na luta pela liberdade e um farol para milhões de brasileiros", escreveu.

O governo federal manifestou pesar por meio de uma nota assinada pela Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) e pela Secretaria de Cultura, em que Olavo é chamado de "intransigente defensor da liberdade".

Em dezembro, Olavo de Carvalho afirmou nas redes sociais que iria votar em Bolsonaro por falta de opção.

Antes aliado de primeira hora e tido como ideólogo do governo, o escritor se tornou crítico do presidente. Em recentes publicações, ele disse que Bolsonaro falhou na briga contra o que chama de comunismo.

Também pelas redes, Olavo afirmou no ano passado que Bolsonaro é o melhor candidato. "O problema é que, na situação calamitosa a que chegamos, isso não basta", declarou.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS