Login

Atualize seus dados

Estado em risco muito baixo até o final do ano

12/10/2021 16:56:54 min. de leitura

Em meio ao avanço da vacinação contra o novo coronavírus no Espírito Santo, a expectativa do governo do Estado é terminar o ano com todo o território capixaba em risco “muito baixo” (nova classificação do mapa de covid-19, de cor azul).

Imagem ilustrativa da imagem Estado em risco muito baixo até o final do ano
De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, é “muito pouco provável” que, até dezembro, o Estado não esteja todo em risco muito baixo.

“Nós estamos projetando que, no pior cenário, teremos na primeira semana de dezembro a última microrregião alcançando o risco muito baixo”, disse o secretário, em coletiva de imprensa ontem.

“Caminhamos para alcançar a maioria dos territórios capixabas, podendo ter todos os territórios no risco muito baixo ainda no mês de novembro, iniciando já neste mês o alcance e a definição do risco muito baixo em algumas microrregiões”, completou.

Mas, para que isso aconteça, é necessário seguir com a vacinação. Apesar de o Estado ser um dos destaques a nível nacional em ritmo de vacinação, a velocidade da aplicação tem caído nos últimos dias.

“Nós vacinávamos nos finais de semana mais de 40 mil pessoas. Chegamos a vacinar 100 mil pessoas em um único dia. A média diária sempre ultrapassou a marca das 30 mil doses aplicadas”, disse.

Contudo, à medida que é preciso aguardar o prazo da 2ª e da 3ª dose e ainda mobilizar e convencer as pessoas a tomarem a 1ª dose, a velocidade tem caído. “Isso nos preocupa e, neste momento, queremos dialogar com toda a população do Estado, fazer um convite à mobilização pelas vacinas”, frisou.

Atualmente, 312 mil não retornaram para tomar a 2ª dose no Estado. Apesar disso, o número é o menor que o Espírito Santo alcança, porque o total de pessoas atrasadas já chegou a 360 mil.

Outra questão abordada foi sobre a ampliação dos pontos de testagem. Agora, a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e o terminal de Campo Grande, em Cariacica, também terão testagens.