X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Desembargador aposentado morre após duas semanas internado por Covid-19

| 19/12/2020 13:27 h | Atualizado em 19/12/2020, 13:39

O desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Estado Antônio Carlos Antolini, de 83 anos, faleceu por volta das 3 horas na madrugada deste sábado (19) após duas semanas internado em estado grave por causa da Covid-19.

Ele estava na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Evangélico em Vila Velha desde o dia 7. O magistrado apresentou sintomas da doença no dia anterior.

Segundo o filho, o escritor Antônio Carlos Antolini Junior, a causa da morte foi falência múltipla dos órgão em decorrência da Covid-19. O pai primeiro havia sido entubado e depois foi feita uma traqueostomia nele.

“Meu pai foi internado no dia do meu aniversário e resistiu até esta madrugada. Foram dias de muita fé, e a fé não acabou porque sabemos que ele foi para o paraíso”, desabafou o filho.

Imagem ilustrativa da imagem Desembargador aposentado morre após duas semanas internado por Covid-19

“Meu pai criou três filhos e deixou o legado de um homem honesto no tribunal tanto como juiz e quanto como desembargador. Levou uma vida de total retidão e a herança que ele deixou foi um patrimônio moral”, acrescentou Antolini Júnior.

Agora os cuidados estão sendo direcionados para a viúva que, segundo o filho, está muito abalado com a notícia e tem a saúde fragilizada. Até o momento, a advogada Nadyr Antolini, de 82 anos, ainda não apresentou sintomas da Covid-19.

O velório será às 15h no cemitério Jardim da Paz na Serra, onde está sepultado o filho Marcelo, que faleceu em 2013 por falência múltipla dos órgãos em decorrência de um câncer no fígado.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS