X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Comerciantes protestam em cidades no Sul do Estado pela reabertura de lojas

| 18/03/2021 18:39 h

Protesto no Sul do Estado
Protesto no Sul do Estado |  Foto: Reprodução vídeo

Comerciantes de Guaçuí e de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, fizeram protesto nesta quinta-feira (18) contra o fechamento das lojas, uma das medidas previstas na quarentena decretada pelo governo do estado para conter o avanço da Covid-19.

Em Guaçuí, que fica situada no Caparaó, comerciantes e prestadores de serviço saíram em carros e motos pelas ruas da cidade, por volta de 15 horas, carregando faixas de luto e fazendo buzinaço.

Os manifestantes também se reuniram em frente à prefeitura municipal, com palavras de ordem e gritando frases como “queremos trabalhar”.

A prefeitura publicou na quarta-feira (17) decreto, seguindo a quarentena do estado, prevendo multa e até mesmo a cassação de alvará dos lojistas que insistirem em descumprir a medida.

Antes da manifestação, o prefeito Marcos Luiz Jauhar havia se manifestado nas redes sociais alertando sobre a situação do município.

“A Santa Casa de Guaçui e está com todos os leitos ocupados. Hoje tivemos duas mortes. Foram 69 mortes até agora no município”, informou.

Ele comentou que sempre foi contra o fechamento do comércio, mas ressaltou que é um decreto que precisa ser cumprido. “Temos que cumprir o decreto, senão vamos responder no Tribunal de Contas e no Ministério Público”, disse.

Em Cachoeiro de Itapemirim, a manifestação ficou concentrada na avenida Capitão Deslandes, popularmente conhecida como a Rua dos Bancos e também na entrada da Rua Brahim Depes, no centro da cidade.

Com faixas e gritos de ordem, eles fecharam o acesso a essas ruas, provocando engarrafamento de veículos. Guardas municipais, Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar estiveram no local, mas não interviram na manifestação.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS