X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Brasil supera 40 mil mortes por Covid-19, revela consórcio jornalístico

| 11/06/2020 14:37 h | Atualizado em 11/06/2020, 15:40

Mais de 40 mil pessoas morreram no Brasil após serem contaminadas com a Covid-19, desde março. Segundo dados compilados pelo consórcio entre Folha, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo, G1 e UOL, o país registrou 40.276 mortes, em balanço divulgado às 13h desta quinta-feira (11). O levantamento é feito com a coleta de dados das Secretarias de Saúde dos estados.

O Brasil chegou à marca menos de três meses após o primeiro óbito por um infectado de Covid-19, no dia 17 de março, em São Paulo. Com mais de 10 mil mortes, o estado do Sudeste concentra um quarto dos óbitos de contaminados com o novo coronavírus.

O Brasil é o segundo país no mundo em número de casos de Covid-19, atrás dos EUA, segundo o agregador de dados da Universidade Johns Hopkins. Em relação ao total de mortes, ocupa a terceira posição. Se for mantido o ritmo diário de crescimento de óbitos, pode ultrapassar em breve o Reino Unido, segundo da lista, que registrava mais de 41 mil até esta quarta-feira (10).

A iniciativa do consórcio de veículos de compilar e divulgar os dados sobre Covid-19 é uma resposta a atitudes recentes do governo Jair Bolsonaro, que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins, retirou informações do ar, deixou de divulgar totais de casos e mortes e divulgou informações conflitantes.

Após determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, o portal do Ministério da Saúde que reúne dados sobre a epidemia voltou a informar nesta terça o total de mortes e casos acumulados até o momento. As informações haviam sido tiradas do ar na sexta (5).

A pasta também voltou a divulgar os totais em seu balanço diário. Segundo boletim desta terça, foram contabilizados 1.272 novos óbitos e 32.091 casos nas últimas 24 horas, totalizando 38.406 mortes e 739.503 pessoas infectadas.

Números de Alagoas e Santa Catarina, que não haviam sido informados na segunda (8), foram reincluídos na contagem.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS