X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Autoteste para covid vai custar até R$ 70 nas farmácias

Previsão é de que exames de covid-19 cheguem até março e sejam 50% mais baratos que os testes rápidos já vendidos

Francine Spinassé e Marcos Barcelos, do jornal A Tribuna | 31/01/2022 12:24 h

o farmacêutico Murilo   Koch acredita que a acessibilidade será o principal fator para a busca do autoteste de covid
o farmacêutico Murilo Koch acredita que a acessibilidade será o principal fator para a busca do autoteste de covid |  Foto: Lucas Sandonato/AT
 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou ontem os requisitos e  procedimentos necessários para que indústrias possam solicitar o registro, a distribuição, comercialização e utilização de autotestes do tipo antígeno para identificar o vírus da covid-19 em pacientes.

De acordo com a Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), o valor dos autotestes ficará entre 40% e 50% mais barato do que o     dos exames já realizados por farmácias do País, podendo custar até R$ 70, em média.

Com a aprovação da Anvisa, farmácias e estabelecimentos licenciados poderão comercializar os autotestes de covid.

Entretanto, a agência salienta que nenhum autoteste poderá ser comercializado imediatamente no País, devendo as empresas fabricantes buscarem o órgão para registrar o produto.

A expectativa é de que os autotestes comecem a ser comercializados entre   final de fevereiro e   início de março. É o que dizem o CEO e presidente da Labtest Diagnóstica, Alexandre Guimarães, e o vice-presidente do Sindicato de Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado (Sincofaes), Júlio Cesar Campagnaro.

Para Alexandre, a decisão da Anvisa já era esperada. “Países como EUA, Reino Unido e Austrália  vêm atuando no sentido de liberar o conceito e a atuação dos autotestes, não só de covid-19. Isso ajuda as pessoas a conduzirem melhor o diagnóstico”.

O vice-presidente do Sincofaes ressalta que os autotestes poderão acelerar as ações de prevenção por parte dos pacientes.

“É mais um passo contra a covid-19. Agiliza a busca por testes, que têm demorado na rede pública. O processo tem sido longo, desde você sair de casa, conseguir o teste e esperar pelo resultado”.

O farmacêutico Murilo Nascimento Koch, de 28 anos, também acredita que a acessibilidade será o principal fator para a busca dos testes. “Eu acredito que será bem eficiente, pois poderá atender mais rápido. A demanda tem sido alta na rede pública. Podendo comprar na farmácia, ficará mais acessível”.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS