X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Atividades presenciais permitidas em igrejas sem recursos para realizar transmissões online

| 17/03/2021 11:16 h | Atualizado em 17/03/2021, 11:30

Incluídas na categoria de atividade essencial, as igrejas foram orientadas pelo governo do Estado a priorizar os cultos e missas online durante a quarentena de 14 dias que terá início a partir desta quinta-feira (18).

“Art. 9º Fica recomendado que as igrejas e os templos religiosos transmitam, preferencialmente, os cultos e as missas por meio virtual”, informa o decreto publicado em edição extra do Diário Oficial desta quarta-feira (17).

A recomendação, no entanto, não proíbe a realização de atividades presenciais, desde que sejam respeitadas normas especificadas pela Secretaria de Saúde.

“A orientação é priorizar os cultos online. O que não significa proibir as atividades presenciais. Aqueles que não tiverem condições, ferramentas de transmissão ou internet, como é a realidade de muitas comunidades, podem realizar atividades presenciais. A portaria da Secretaria da Saúde estabelece 30% de ocupação do espaço do templo. Determina ainda o uso de álcool, o uso obrigatório de máscara e aferição de temperatura, como já estava sendo feito”, explicou o pastor Romerito Oliveira, da Associação de Pastores Evangélicos de Vitória (Apev).

Segundo o pastor, na reunião realizada na terça-feira (16) com líderes religiosos, o governador falou da importância da atividade dos templos e igrejas durante a pandemia. “Ele disse que tem consciência da importância da atividade religiosa nesse momento da pandemia em que há pessoas acometidas por problemas mentais e pessoas enlutadas que precisam desse apoio”.

O arcebispo de Vitória, Dom Dario Campos, também participou da reunião e afirmou que a Igreja Católica quer colaborar com as medidas de restrição e segue defendendo a vida. Sobre a Semana Santa, Dom Dario pediu ao governador que seja possível a realização de missas presenciais ainda que tenham que reduzir o número de participantes e redobrar os cuidados. O arcebispo lembrou ainda que o Vaticano já enviou orientações sobre os Sacramentos na pandemia e que eles serão seguidos.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS