Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Anvisa revoga autorização de medicamento contra Covid

A decisão foi tomada, nesta sexta, pela Diretoria Colegiada da agência

Agência Folhapress | 04/02/2022 16:13 h

A Diretoria Colegiada da Anvisa revogou a autorização de uso emergencial da associação dos anticorpos monoclonais banlanivimabe e etesevimabe contra a Covid-19. A decisão ocorreu nesta sexta-feira (4).

A agência reguladora solicitou que a empresa apresentasse dados de eficácia do medicamento contra a variante ômicron que subsidiassem a manutenção da autorização de uso emergencial do medicamento para o tratamento da Covid-19.

Isso porque a ômicron já é predominante no país, sendo responsável por 96,16% das amostras sequenciadas, segundo Our World in Data.

"Em resposta, a empresa solicitou a revogação da autorização temporária de uso emergencial e não apresentou os dados de eficácia contra a variante ômicron", disse a Anvisa. 

A agência reguladora esclareceu que está autorizado somente o uso dos estoques remanescentes da pesquisa clínica ou importados antes dessa revogação, exclusivamente para os pacientes com Covid-19.

No dia 24 de janeiro deste ano, a FDA (Food and Drug Administration), agência reguladora americana, suspendeu o uso desses medicamentos em todo o território nacional. De acordo com o órgão, esses anticorpos monoclonais não são eficazes contra a ômicron, principal variante em circulação nos EUA.

O tratamento havia sido aprovado pela Anvisa em maio do ano passado. Era indicado para pacientes adultos e adolescentes com 12 anos ou mais e que tenham diagnóstico confirmado de Covid em casos leves ou moderados. Esses pacientes, no entanto, deveriam possuir alto risco de desenvolver quadros graves da doença.

O medicamento, desenvolvido pela empresa Eli Lilly, não era indicado para pacientes já hospitalizados e em situação grave. Também não podia ser usado naqueles que precisam de oxigênio.

Presentes no medicamento, o banlanivimabe e o etesevimabe são anticorpos monoclonais, produzidos artificialmente a partir de clones de uma única célula (daí o termo "monoclonal", ou "um clone"). Esses anticorpos se conectam a uma única região de moléculas estranhas ao organismo para então neutralizá-la.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS