search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Confira como foi o desfile das escolas de samba do grupo A
Carnaval 2020

Patrocínio


Confira como foi o desfile das escolas de samba do grupo A

A folia já começou a rolar no Sambão do Povo. Ao todo, sete escolas atravessaram a avenida mais famosa do samba capixaba com dois grande objetivos: conquistar o público e o acesso para o Grupo Especial. Confira um resumo do desfila das escolas do Grupo A.


 (Foto: Dayana Souza )
(Foto: Dayana Souza )
Chega Mais
A Chega Mais foi a segunda escola a desfilar pelo Grupo A, ainda na sexta-feira (14). A escola, que em 2020 completa 40 anos na avenida, foi ousada. Além de trazer integrantes com seis de fora, a escola convidou a atriz Rita Cadillac para brilhar na avenida.

A escola contou com três carros alegóricos, dois tripés, 16 alas e mais de mil componentes, que fizeram diversas alusões à vida da capixaba Luz del Fuego, uma das primeiras brasileiras a pilotar um avião.
 

 (Foto: Dayana Souza)
(Foto: Dayana Souza)
Andaraí
A Andaraí foi a terceira escola a pisar no sambão e apostou nas cores prata e dourado para fazer bonito no desfile. Apesar da beleza, a escola acabou atrasando e teve que pequenos problemas com os carros alegóricos. A escola homenageou a cachaça.
 

 (Foto: Dayana Souza)
(Foto: Dayana Souza)
Rosas de Ouro
A Rosas de Ouro levantou o público com seus mais de 1,1 mil componentes em 16 alas. A escola não teve problemas com tempo, mas parte de uma das estruturas de um de seus carros alegóricos acabou caindo. Ninguém ficou ferido e a escola homenageou a essência do congo, o folclore e a tradicional festa de São Benedito.
 

 (Foto: Dayana Souza)
(Foto: Dayana Souza)
Chegou o que faltava
A escola foi a quinta a desfilar e contou com um enredo envolvido em jogos de azar. Foram 17 alas com três carros alegóricos. Segundo o presidente da escola, Rafael Cavalieri, tudo ocorreu como o planejado. “Penso que temos chance de brigar pelo título. Mesmo com dificuldades financeiras conseguimos fazer um desfilo bonito”, disse.


 

 (Foto: Dayana Souza)
(Foto: Dayana Souza)
Unidos de Barreiros
A Unidos de Barreiros homenageou a evolução do tempo, desde o berço da humanidade até a modernidade. Por ironia do destino, foi justamente o tempo que atrapalhou a escola, que atrasou seu desfile. A agremiação desfilou com 14 alas, dois carros alegóricos e três tripés.

 

 (Foto: Dayana Souza)
(Foto: Dayana Souza)
Mocidade da Praia
A festa teve fim com a Mocidade da Praia, que foi campeã do grupo B no ano passado. Os mais de 800 integrantes se dedicaram a contar a história do Autismo, potencializado pela cor azul. O presidente da escola, Luciano de Paula Pires, conta que a ideia do enredo veio depois de terem vencido o carnaval 2019. “Vimos uma foto que tinha um azul muito bonito, pensamos na cor e descobrimos que ela é característica do autismo, por isso abordamos esse tema tão importante e delicado”, disse.
 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados