search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Comissão de Justiça da Câmara de Vitória barra reforma da Previdência
Plenário
Fabiana Tostes

Fabiana Tostes


Comissão de Justiça da Câmara de Vitória barra reforma da Previdência

A Comissão de Justiça (CCJ) da Câmara de Vitória deu parecer pela inconstitucionalidade do projeto 41/2020 que altera a lei 4.399/1997 e aumenta a alíquota de contribuição dos servidores públicos municipais para 14%. A votação ocorreu na tarde desta quinta-feira (30).

O relator do projeto na CCJ, vereador Leonil Dias (Cidadania), que é da base aliada do prefeito, deu parecer pela inconstitucionalidade da matéria, após passar a manhã sofrendo pressão de vários sindicatos de servidores. Leonil é ligado aos sindicatos, onde tem parte do seu reduto eleitoral.

Ele alegou que “a proposta não se adequa ao atual cenário de pandemia em que estamos vivendo” e foi acompanhado pelos vereadores Mazinho dos Anjos (PSD), Vinícíus Simões (Cidadania), Roberto Martins (Rede), Sandro Parrini (DEM) e Davi Esmael (PSD). Como não passou pela CCJ, o projeto que estaria na pauta de votação do plenário da sessão de hoje, não será votado.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados