search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Comerciante é curado do coronavírus após passar 33 dias na UTI

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Comerciante é curado do coronavírus após passar 33 dias na UTI


Waldir ao lado de familiares e da mulher Ana das Graças (de branco) (Foto: Acervo de família)
Waldir ao lado de familiares e da mulher Ana das Graças (de branco) (Foto: Acervo de família)

Após ficar internado por 37 dias no Hospital Dório Silva, na Serra, sendo 33 deles na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), o comerciante Waldir Margon, de 75 anos, agora tem um grande motivo para comemorar: ele conseguiu vencer o novo coronavírus.

Tudo começou depois que Waldir passou a sentir alguns sintomas da Covid-19, como cansaço e dor no corpo. Ele chegou a procurar atendimento médico em uma unidade de saúde de Vila Velha, onde realizou o teste para saber se havia sido contaminado.

Enquanto aguardava o resultado do exame em casa, o comerciante, que estava muito fraco, chegou a desmaiar, sendo socorrido pelo samu até o Pronto Atendimento da Glória, já no dia 24 de maio.

“De lá, transferiram ele para o Dório Silva, já no dia seguinte. Ele ficou alguns dias na enfermaria do hospital e, depois, foi para o oxigênio”, relata a contadora Ana Neri Margon, 43 anos, filha de Waldir.

Quatro dias depois, em 28 de maio, enquanto o comerciante era transferido para a UTI do hospital em que estava, devido uma piora do seu quadro, foi a vez de a mulher dele, Ana das Graças Casotti, de 71 anos, ser levada para o Hospital Evangélico, em Vila Velha, onde foi direto para o oxigênio, após ser submetida ao teste para a Covid-19.

“Mamãe sentia dor no corpo, fraqueza e febre”, conta a outra filha do casal, a professora Andrea Carla Margon, 51 anos.

A passagem de Ana pelo hospital durou pouco: cinco dias. No dia 2 de junho, a dona de casa já estava em casa, curada da doença.

Mas, no hospital, Waldir ainda lutava pela vida. Ele ficou 33 dias internado na UTI, onde permaneceu até a última terça-feira, quando recebeu alta. “Ao todo, papai ficou 37 dias internado no hospital. Ele é um guerreiro e, agora, estamos todos felizes“, comemorou Andrea.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados