search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Com versões diferentes, família da modelo queimada quer esclarecimentos sobre o caso

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Com versões diferentes, família da modelo queimada quer esclarecimentos sobre o caso


Segurança Marilza Silva Mota, de 50 anos (Foto: Kananda Natiely / AT)
Segurança Marilza Silva Mota, de 50 anos (Foto: Kananda Natiely / AT)

Diante das incertezas do que possa ter ocorrido dentro do apartamento onde moram Katiuscia Silva, de 31 anos e a companheira dela, uma autônoma de 21 anos, a mãe da modelo incendiada informou que toda a sua família deseja que o caso seja esclarecido o mais rápido possível.

“Toda a minha família quer um esclarecimento sobre o que aconteceu lá naquele apartamento. Como minha filha ainda está muito confusa, ainda não entendemos ao certo o que, de fato, ocorreu”, afirma a mãe da modelo, a segurança Marilza Silva Mota, 50 anos.

A mãe da modelo explicou que, devido às medicações e à gravidade das queimaduras, a filha ainda não conseguiu contar tudo o que aconteceu.

“Ela só falou sobre algo molhado e de um cigarro que ela sentiu ser arremessado nela. Falou também sobre uma porta que estava trancada e ela não conseguia sair”.

Entenda o caso

O episódio do incêndio teria ocorrido na noite de segunda-feira, dentro do apartamento onde a modelo mora com a companheira, uma autônoma de 21 anos, que pediu não ter a identidade revelada.

À mãe de Katiuscia, a companheira relatou que a modelo teria colocado fogo em seu próprio corpo, após passar o dia discutindo com ela. Testemunhas também confirmam essa versão.

Uma câmera de segurança do prédio registrou, às 18h59, o momento em que a vítima surge com o corpo em chamas, tentando sair do prédio em busca de ajuda.

Enquanto isso, do lado de fora, a companheira da vítima entra em desespero e tenta abrir a porta, mas não consegue. A vítima tira a blusa, mas os cabelos e o short continuam pegando fogo.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados