search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

"Com pandemia, família virou prioridade", diz presidente do Google Brasil

Notícias

Publicidade | Anuncie

Economia

"Com pandemia, família virou prioridade", diz presidente do Google Brasil


O confinamento imposto pela pandemia do novo coronavírus modificou as prioridades dos brasileiros, que passaram a considerar família e amigos como o mais importante.

Em palestra apresentada ontem a convite da Rede Tribuna, o presidente do Google Brasil, Fábio Coelho, explicou que a pandemia provocou três grandes mudanças: inspirou novos jeitos de viver, alterou prioridades e transformou experiências.

Estamos buscando alguma forma de normalidade, de criar intimidade, mesmo que de forma virtual. De modo geral, a pandemia forçou a humanização das experiências virtuais”, Fábio Coelho, presidente do Google Brasil (Foto: Dayana Souza/AT)
Estamos buscando alguma forma de normalidade, de criar intimidade, mesmo que de forma virtual. De modo geral, a pandemia forçou a humanização das experiências virtuais”, Fábio Coelho, presidente do Google Brasil (Foto: Dayana Souza/AT)

Em relação às prioridades, família e amigos passaram a ter 35% a mais de relevância do que antes do período de isolamento social, o que influenciou no aumento do uso de videochamadas, ou mesmo eventos virtuais, como casamentos, aniversários, entre outros.

“Estamos buscando alguma forma de normalidade, de criar intimidade mesmo que de forma virtual. De modo geral, a pandemia forçou a humanização das experiências virtuais”, destacou Coelho.

A busca por segurança também cresceu, e isso passa não somente pelos cuidados com higiene – aliás, 60% das pessoas afirmaram ter mudado sua rotina de higiene recentemente –, mas também com a saúde financeira que passou a ter importância 29% maior do que antes da pandemia.

O presidente do Google Brasil frisou que trata-se de um reflexo da grave crise econômica enfrentada pelo País. “É a maior crise da história brasileira. Temos uma projeção de 17 milhões de desempregados e uma queda de mais de 5% no PIB (Produto Interno Bruto)”.

Coelho destacou que todos esses fatores contribuem para uma mudança de comportamento geral da população. E não são as únicas transformações ocorrendo.

A busca por conforto, por exemplo, cresceu muito. Na medida em que o espaço doméstico tornou-se local de trabalho, estudos e entretenimento, a população passou a buscar formas de tornar o lar mais confortável, seja por meio de novos móveis, decoração, organização, ou aparelhos que tragam mais versatilidade ao dia a dia.

Isso tem contribuído para o surgimento de novos negócios e novas oportunidades que, apesar das dificuldades, contribuíram para que a crise não ocorresse de forma ainda mais devastadora do que incialmente prevista. Coelho conclui: “O novo normal pode ser ainda melhor do que era antes.”

Casa se tornou local de lazer e entretenimento, após isolamento

A pandemia do novo coronavírus trouxe uma série de mudanças. Com os hábitos de consumo não foi diferente.

O espaço doméstico tornou-se local de lazer e entretenimento, por exemplo, e o aumento de gastos com streaming e equipamentos para jogos cresceu significativamente.

Também despontou o e-commerce e o delivery de bebidas, diante da impossibilidade de consumi-las num bar, como era antes.

Cliente paga com leitor de código (Foto: Divulgação)
Cliente paga com leitor de código (Foto: Divulgação)
As compras perto de casa, também passaram a ser prioridade, levando ao fortalecimento das lojas de bairro.

Mas, a mudança também está relacionada aos produtos consumidos. Em se tratando de alimentação, houve crescimento na busca por alimentos mais saudáveis, que fortalecem a imunidade.

Produtos que seguem a tendência do “faça você mesmo”, a exemplo da compra de tinturas para pintar o cabelo em casa, evitando ir ao salão de beleza, também tiveram maior procura.

Necessidade e falta de dinheiro mudam rotinas das famílias

A necessidade de isolamento social, somada às limitações financeiras, desencadeou uma onda de autossuficiência. Seja na limpeza da casa, ou na forma como se entreteem, o fato é que muitas pessoas tornaram-se mais responsáveis pela própria rotina.

Segundo levantamento realizado pelo Google, houve um aumento de pessoas que limpam a própria casa, cuidam mais da própria higiene, brincam em jogos online, leem livros e cozinham.

Sobre esse último ponto, Fábio Coelho, presidente do Google Brasil, destacou o crescimento na busca por máquinas para fazer pão. “Nunca se fez tanto pão na história desse País.”

Mas, os cuidados com a beleza também mudaram. Mais pessoas estão fazendo as unhas em casa, se depilando por conta própria, ou cortando ou próprio cabelo.

Isso levou não somente ao aumento na busca por produtos para tal, mas por tutoriais de como fazê-lo.

A busca por conhecimento, aliás, se aplica a diversos campos. De acordo com Coelho, é consequência justamente do aumento da conectividade.


ENTENDA


Realidade modificada e novo jeito de viver

TRANSFORMAÇÕES
> A pandemia provocou três grandes mudanças: inspirou novos jeitos de viver, alterou prioridades e transformou experiências.
> As novas formas de agir e pensar, que devem estender-se pelos anos futuros, foram motivadas por três fatores, segundo o presidente do Google Brasil, Fábio Coelho: incerteza, volatilidade e mobilidade.

NOVOS JEITOS DE VIVER
> Diante da incerteza, cresceu a busca por segurança, por conforto e por sensação de familiaridade.
> As relações com a saúde e a casa, bem como com amigos e familiares, também mudou.
saúde e higiene
> Foram adotados novos hábitos de higiene, e a busca por produtos de limpeza disparou no País. As buscas por água sanitária cresceram 41%; já a busca por álcool em gel, 310%, segundo levantamento feito pelo Google.
> Pelo menos 60% das pessoas mudaram sua rotina de higiene nas últimas semanas, admitindo que lavam as mãos, tomam banho e limpam a casa com mais frequência.
> Os cuidados estéticos cederam espaço para o bem-estar. Cresceu a busca por atividades físicas que podem ser realizadas em casa, equipamentos de ginástica e receitas saudáveis.
> Durante o período de estresse, a busca por termos relacionados a ioga e meditação cresceram 400%, e houve aumento de 64% nas buscas pela expressão “para dormir”.

CASA

Uso de tecnologia aumenta na medida em que as pessoas passam mais tempo em casa e  buscam  formas para  tornar o lar mais agradável e prático (Foto: Arquivo/AT)
Uso de tecnologia aumenta na medida em que as pessoas passam mais tempo em casa e buscam formas para tornar o lar mais agradável e prático (Foto: Arquivo/AT)
> Passando mais tempo em casa, as pessoas passaram a buscar formas de tornar o lar mais agradável e prático.
> Houve crescimento na busca por móveis e equipamentos para cozinha, por exemplo.
> O mesmo ocorreu com espaços para home office, que ganharam novos móveis e nova organização, segundo o Google Data.
> Produtos que otimizam a rotina do dia a dia também tiveram alta. Houve um aumento de 119% na busca por aspiradores e acessórios, por exemplo. Já a procura por lava-louças cresceu 60%.
> Até mesmo a busca por receitas práticas cresceu.

O QUE VEM POR AÍ
> O isolamento social abriu espaço para a aceleração de tendências e o desenvolvimento de novas soluções.
> A tendência é que as empresas invistam ainda mais na digitalização de processos e em automação.
> Devem se popularizar ainda mais soluções que com contato físico reduzido, como pagamento por aproximação, atendimento virtual, e e-commerce – inclusive com possibilidade de entrega agendada.
Serviços personalizados também devem ganhar força.

Fonte: Presidente do Google Brasil, Fábio Coelho; e Google Data.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados