search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Com emoção até o último minuto, Flamengo é campeão do Brasileirão

Esportes

Publicidade | Anuncie

Esportes

Com emoção até o último minuto, Flamengo é campeão do Brasileirão


Octacampeão: o elenco do Flamengo posado no Morumbi (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)
Octacampeão: o elenco do Flamengo posado no Morumbi (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Foi sofrido, angustiante, bem diferente da conquista de 2019, que veio com quatro rodadas de antecedência. Mas a taça do Brasileirão é novamente rubro-negra. Mesmo com a derrota de 2 a 1 para o São Paulo, no Morumbi, o Flamengo conquistou o bicampeonato nacional de forma emocionante.

A equipe rubro-negra chegou à última rodada dependendo apenas das próprias forças. Com o resultado, o time da Gávea ficou com 71 pontos, mas viu o Inter tropeçar contra o Corinthians e repetiu a dose de 2019, levantando a taça pela oitava vez na história.

O triunfo do Tricolor paulista foi construído com um gol de Luciano ainda no primeiro tempo e de Pablo na etapa final. Bruno Henrique fez para os visitantes. Desta forma, a equipe chega aos 66 pontos e se classifica para a fase de grupos da Libertadores.

Quis o destino que o técnico Rogério Ceni conquistasse o primeiro título da Série A do Brasileiro justamente em um duelo com o São Paulo e no Morumbi, onde ele é ídolo e fez história. Celebrar um título no estádio, inclusive, é algo que Ceni sabe fazer.

Anteriormente, ainda dentro das quatro linhas, o Morumbi foi palco do Paulista de 1998 e 2000, Supercampeonato Paulista de 2002, Libertadores de 2005, Brasileiro de 2006 e 2007, e Sul-americana de 2012.

O Jogo

O Flamengo controlou a partida no Morumbi. Com mais posse de bola e finalizações contra a meta de Tiago Volpi, a equipe rubro-negra teve algumas chances de balançar a rede, sobretudo com os homens de frente - Bruno Henrique, Gabigol, Pedro, Arrascaeta e companhia.

No entanto, os dois gols do São Paulo - marcados por Luciano e Pablo - deram um baque no time comandado por Rogério Ceni, que não conseguiu tantas novas ações de perigo nos minutos finais.

Luciano, aos 48 minutos do primeiro tempo, balançou a rede de Hugo Souza em cobrança de falta. O atacante aproveitou espaço na barreira para estufar a rede do adversário.


Em pressão do Flamengo no segundo tempo, Bruno Henrique aproveitou desvio de Gustavo Henrique aos 6 minutos para balançar a rede de Tiago Volpi e igualar o marcador. Aos 13 minutos, Hugo Souza cometeu falha na saída de bola e entregou a posse para Daniel Alves. O camisa 10 deu passe para Pablo estufar a rede adversária.

Ficha Técnica:

SÃO PAULO
Tiago Volpi; Arboleda, Bruno Alves e Diego Costa; Igor Vinícius (Galeano), Luan (Hernanes), Daniel Alves, Tchê Tchê e Wellington (Gabriel Sara); Luciano (Igor Gomes) e Pablo (Tréllez). Técnico: Marcos Vizolli (interino)

FLAMENGO
Flamengo: Hugo; Isla (Matheuzinho), Gustavo Henrique, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego (João Gomes), Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol (Pedro). Técnico: Rogério Ceni

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Gols: Luciano, do São Paulo, aos 48'/2ºT; Bruno Henrique, do Flamengo, aos 5'/2ºT; Pablo, do São Paulo, aos 13'/2ºT

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados