Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista

Tribuna Livre

Imagem do colunista

Impactos da tecnologia 5G

16/11/2021 10:57:43 min. de leitura

A chegada da tecnologia 5G ao Brasil está prevista para acontecer nas principais cidades em 2022. Também se trata de um recurso que vai tornar a transformação digital mais presente no cotidiano de empresas e cidadãos.

Um dos motivos é que o 5G proporciona uma velocidade 100 vezes superior ao 4G para acessar a internet, permitindo que haja mais rapidez ao baixar e enviar arquivos pelos dispositivos móveis. Outro benefício proporcionado por essa tecnologia será a facilidade de fazer videoconferências. 

Com a pandemia, as reuniões virtuais se tornaram uma excelente opção para as empresas terem mais dinamismo e reduzirem custos, de forma significativa, com combustível, passagens aéreas e diárias. Com certeza, o 5G vai tornar essa prática ainda mais comum no mundo corporativo, porque a conexão terá mais latência (rapidez no tempo mínimo de resposta), velocidade e estabilidade.

A nova tecnologia também vai contribuir para expandir a telemedicina. Além das consultas a distância realizadas atualmente, o 5G permitirá que cirurgias sejam feitas de maneira remota. 

Ou seja, o médico poderá estar em outro hospital, por exemplo, para executar o procedimento cirúrgico. Inegavelmente, é uma evolução marcante e que ajudará a salvar vidas. 

Também merece destaque o fato de o 5G viabilizar de forma ampla as Cidades Inteligentes. Afinal, essa tecnologia permitirá uma conexão mais estável e rápida, contribuindo para melhorar o sincronismo de sinais, a performance das câmeras de videomonitoramento e o fornecimento de serviços públicos digitais. 

O setor industrial também será impactado com o 5G, pois haverá um ambiente bastante favorável para a automatização de diversos processos. 

Isso é essencial não apenas para aumentar a produtividade, mas também para diminuir custos. Com o avanço tecnológico, as indústrias conseguem aperfeiçoar processos que englobam diversas atividades (armazenamento, logística, entre outros).   

A capacidade de surgirem inovações é mais um ponto que será contemplado com a nova tecnologia. Muito tem se falado dos carros autônomos em diversas partes do mundo. Atualmente, essa inovação está sendo testada com resultados promissores. 

Contudo, precisa de uma infraestrutura tecnológica mais robusta para ser uma realidade. E isso apenas será possível por meio de um investimento marcante no 5G. 

Esse fator mostra que o segmento de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) precisa estar devidamente preparado para viabilizar as mudanças que a nova infraestrutura tecnológica vai provocar.

Além de redes com mais capacidade de transmitir informações, é necessário contar com Data Centers mais eficientes e seguros. Esse esforço é primordial para o 5G contemplar todas as regiões do Espírito Santo e do Brasil nos próximos anos.

Não tenho dúvidas de que a transformação digital será ainda mais intensa com o advento do 5G. Governos, indústrias, varejos, cidadãos e outros segmentos da sociedade serão impactados de forma marcante por essa nova tecnologia. 

TASSO LUGON é presidente do  Prodest.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine para acessar: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login