Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Tribuna Livre

Tribuna Livre

Colunista

Redação A Tribuna

Como conciliar bons resultados e o cuidado com os profissionais

| 20/07/2022, 09:36 09:36 h | Atualizado em 20/07/2022, 09:36

Os novos rumos dos negócios exigem das lideranças um novo olhar. Não dá para pensar só em números, quando o assunto é manter e ampliar os resultados. A transformação dos últimos tempos trouxe novas formas de trabalho e também de negócios.  

O home office e o modelo híbrido (presencial e remoto) cresceram. A venda de produtos e serviços está cada vez mais digital, porém personalizada, o que demanda o toque humano. 

Os empregos formais estão em declínio ao passo que o empreendedorismo galopa. Menos emprego, mais trabalho. A ansiedade, a exaustão e a depressão ganham espaço nos ambientes corporativos, que também sofrem para manter e atrair talentos, e para lidar com os anseios das novas gerações. 

A diversidade, a inclusão e a preservação do meio ambiente se tornaram estratégias essenciais para a sustentabilidade das empresas. 

Diante desse cenário, tão mutante e digital, um desafio ecoa nas organizações: é possível conciliar os cuidados com os profissionais e com os resultados? 

Como cuidar da saúde e do bem-estar dos profissionais, mantendo-os motivados, engajados e ampliando os resultados da empresa? 

As respostas para essas perguntas, claro, não são simples e vão estar em foco no “Conexa H” – o maior congresso de gestão de pessoas do Espírito Santo. 

O evento, que é promovido há 32 anos pela ABRH-ES, reunirá especialistas locais e nacionais em Vitória, no dia 10 de agosto. 

Lideranças, profissionais de RH, empresários e estudantes participarão de palestras, painel de debate, apresentação de case e prática presencial. 

A programação vai abordar os novos modelos de gestão de pessoas e trará a seguinte reflexão: como desenvolver processos e metodologias, cultura interna e práticas que entendam o cuidado e o resultado como fatores indissociáveis?

A resposta envolve o ser humano. Afinal, ele importa, e muito, dentro das organizações.  É ele que está no centro do seu negócio, “empurrando” os resultados para cima ou contribuindo para que eles não avancem.

Esse ser humano também mudou muito nos últimos anos; e as organizações que compreendem essas mudanças levam um diferencial para os negócios.

Agora, se você ainda acha que RH é o departamento que faz pagamentos e seleção; ou que gestão de pessoas é o antigo “manda quem pode, obedece quem tem juízo” está na hora de “rever seus conceitos”. Tudo bem: antes tarde do que nunca! 

A dica para quem pretende se manter atualizado é aproveitar as oportunidades de qualificação, de networking e de troca de experiências. Afinal, conhecimento nunca foi, não é e nunca será demais. 

É preciso acompanhar as tendências e as novidades para enfrentarmos melhor os desafios do mercado de trabalho. Não é fácil. Mas é trocando informações e experiências; e é aprendendo sempre que a gente avança!

NEIDY CHRISTO é presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos – Seccional Espírito Santo

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

MATÉRIAS RELACIONADAS