Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista Lorena Baldotto

Sexo & Saúde

Imagem do colunista Lorena Baldotto

Lorena Baldotto

Minha menstruação desceu, é garantido que não estou grávida?

26/09/2021 11:43:35 min. de leitura

Imagem ilustrativa da imagem Minha menstruação desceu, é garantido que não estou grávida?
Lorena Baldotto Foto: Divulgação
Olá, queridos leitores! Hoje eu separei um tema curioso e um tantinho polêmico. Me diz aí, se a menstruação descer, a mulher pode ficar tranquila com relação à gestação? Ela realmente não pode estar grávida? Quem garante? Eu já fiz parto de mulher que não sabia que estava grávida e que jurava que menstruava, vocês já viram alguma história parecida? Sim ou não? Eu já ouvi várias!

Normalmente, quando uma mulher quer engravidar, não há decepção maior do que notar um sangramento. Por outro lado, a situação é de enorme alívio para quem quer evitar um bebê e se expôs ao risco, essa daí logo pensa: ufa, desceu!

Mas, olha, preciso te dizer que nem sempre o sangramento é garantia de que você não está grávida. Mas como assim? Vou te explicar direitinho. Fica aqui comigo e leia até o final!

O primeiro tabu que eu preciso quebrar é que não é possível menstruar de fato, estando grávida, mas é possível que ocorram sangramentos variados ao longo do período de gestação, como é o caso dessas matérias de jornais e TVs que mostram mulheres que descobrem a gestação apenas próximo ou até durante o trabalho de parto.

Olha, é possível que a gestante apresente alguns sangramentos recorrentes na gestação, mas, em geral, não são cíclicos e os fluxos são variáveis, daquele tipo que pode vir de várias maneiras diferentes.

Podem ser desde sangramentos discretos, parecendo “borra de café”, até hemorragias, que são aqueles sangramentos em grande quantidade.

Outro fato que faz com que o sangramento aconteça é quando a mulher tem alguma lesão ou alteração da mucosa do colo uterino ou da vagina. Nesses casos, pessoal, ela pode apresentar um pequeno sangramento após a relação sexual.

Outro fator é se ela apresenta a placenta baixa, próxima ao colo uterino. Nesses casos, os sangramentos podem ser recorrentes depois de fazer algum esforço, como atividade física, ou até estresse.

Portanto, mulherada, atenção ao corpo de vocês. A nossa menstruação, de fato, tende a acontecer sempre nos mesmos moldes, ou seja, fluxo intenso, médio ou moderado.

Vem acompanhada de alguns sintomas clássicos. Tem algumas mulheres que apresentam alguma diferença mês sim, mês não, por conta de diferenças no tamanho dos ovários, mas de maneira geral nós sabemos como o nosso corpo se comporta quando menstruamos.

Se você ainda não parou para se observar, por favor, faça isso! É importante se conhecer e saber quando o seu corpo está se comportando de maneira diferente do habitual. Certo?

Ainda tem dúvidas? Me chama lá no insta @dra.lorenabaldotto que te ajudo com temas relacionados à saúde feminina, sexualidade e terapia sexual.

LORENA BALDOTTO é ginecologista e sexóloga