Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista Lorena Baldotto

Sexo & Saúde

Imagem do colunista Lorena Baldotto

Lorena Baldotto

Entre o risco e o prazer

09/01/2022 14:49:01 min. de leitura

Recentemente em meu Instagram @dra.lorenabaldotto recebi a seguinte pergunta. Sexo anal faz mal? Pode dar câncer? Não sei se vocês já ouviram ou  tiveram essa dúvida ou se vocês têm algum preconceito com a prática, mas a pergunta é pertinente e eu preciso contar algumas coisas para vocês! Quem me acompanha aqui sabe que eu trago assuntos curiosos, polêmicos e educativos para ajudar vocês a terem, além de uma vida sexual mais prazerosa e satisfatória, uma vida sexual saudável e segura, não é mesmo?

A prática do sexo anal vem ganhando adeptos, e tudo bem se você gosta de fazer, pois ela é  bastante prazerosa, mas saiba o que pode acontecer! 

A resposta para essa questão acima é sim, existe uma relação estatística maior de câncer anal associada à relação se ela ocorrer sem proteção, principalmente quando se tem múltiplos parceiros devido à maior chance de exposição ao HPV, que é o causador desse tipo de câncer. 

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), outras infecções, como HIV, condilomatose, gonorreia, herpes genital e clamídia, e até hábitos como tabagismo e a presença de fístula anal crônica  são relacionados ao desenvolvimento do câncer anal.

 Ah, e não se esqueçam que HIV tem transmissão por via anal receptivo 17 vezes maior que no vaginal.  Risco muito alto né, gente? Não dá para ficar na roleta-russa, se arriscando por aí, certo? 

A chance de evoluir para  câncer anal é rara. Isso corresponde entre 1% e 2% dos casos. Mas nem por isso  o assunto deve ser negligenciado. 

Outra coisa importante sobre a relação anal e que talvez você não conheça é a prática do sexo oral- anal, ou seja,  o famoso “beijo grego”. É uma região muito sensível que merece ter seu prazer explorado, porém com os devidos cuidados, pois por meio dele também podem ser passadas algumas infecções, e a principal delas é o vírus da hepatite A, infecções com parasitas, como a giárdia e a ameba, entre outras que também podem ser transmitidas por essa via.

Por isso é importantíssimo  o uso de preservativos.  Outra coisa importante: não vá ter relação anal e depois partir para a vaginal ou oral sem o uso de preservativo, ok? 

É preciso fazer a troca do mesmo, pois você pode trazer infecções do ânus para a vagina e a boca. E para finalizar essa coluna eu vou descrever aqui os principais sintomas que podem aparecer se por acaso você contraiu alguma infecção por meio do sexo anal. 

Se aparecer nessa região alguma ferida, corrimento ou pus e até verrugas, sinto informar, corre no ginecologista, urologista ou até proctologista. Sexo é muito bom e todo mundo gosta. Mas não deixe de fazer com as devidas precauções. 

Hoje venho trazer esse alerta em função da redução drástica do uso de preservativo entre os jovens! Então explorem seu prazer com segurança, viu? E qualquer dúvida me chama lá no meu perfil que posso te ajudar.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine para acessar: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login